Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

4 ESQUINAS

BLOG ONDE SE PODE E DEVE FALAR DE TUDO (SOBRETUDO O INTERESSANTE)



Terça-feira, 21.01.20

REAÇÃO NÃO É AÇÃO

No mês que fechou o ano de 2019, Castro Daire, infelizmente, foi consternada por algumas tragédias. Quando estas acontecem, não se deve ficar eternamente a lamentá-las, mas sim encará-las de frente de forma a resolvê-las no mais curto espaço de tempo. Quando digo resolvê-las, não me refiro a falar sobre as mesmas ou a atirar culpas para terceiros para justificar a nossa inoperância.

No caso da derrocada ocorrida na EN 2, temos assistido nos últimos dias em termos políticos a situações dispares sobre o assunto.

A saber:

A CDU, coligação onde se inclui os verdes, foram céleres a acusar o executivo municipal, aquando do abate de algumas árvores na Av. Francisco Sá Carneiro, mas sobre o assunto EN 2 o silencio é total. Porque será? Não serão utentes da referida via? Ou estarão em hibernação?

O PS, não teceu qualquer comentário sobre o assunto. Porque terá sido? Na minha opinião duas explicações o justificam: Falta de coragem política e subserviência ao poder político instalado.

O PSD, partido no poder fez, sobre este caso, é a mesma coisa que tem feito sobre a EN 225, isto é, afirmam que a estrada não é de responsabilidade camarária. Mas quando acontece qualquer coisa de bom, tais como uma AAP feita por estudantes da Universidade de Coimbra ou outra qualquer coisa aparecem sorridentes para a foto como que assumindo a sua paternidade. Caraterística típica de pessoas que não têm a mínima noção da diferença entre ser chefe ou ser líder. Esses mesmos chefes, que fornecem como alternativa à estrada interditada a A 24, esquecendo-se que somos um Concelho pobre, habitado por gente pobre, a grande maioria trabalhadores por conta de outrem, que têm os seus empregos na sede do Concelho, e que para duas passagens por dia no troço Termas do Carvalhal/Castro Daire terão que desembolsar 1,30 €, dinheiro esse, que terá de ser tirado do seu já magro salário.

O CDS foi o único que conseguiu que se fizesse algo. Alertou a opinião publica que o fecho da estrada já se prolonga por 1 mês e chamou a atenção para o facto de o Município não ter dado aos utentes alternativa viável, exigindo que o mesmo intercedesse junto do governo de forma a que seja abolido o pórtico das Termas do Carvalhal.

Perante toda esta situação, o executivo municipal, os tais “chefes” vieram, logo a correr dizer e passo a citar:

 “O Município de Castro Daire tem vindo a tomar todas as diligências possíveis no sentido de normalizar o fluxo de tráfego na Estrada Nacional 2, entre a Ponte Pedrinha e o Vale de Azia”.

“Paralelamente, o Município de Castro Daire pediu, com carácter de urgência, uma reunião ao Sr. Ministro das Infraestruturas e Habitação, tendo solicitado, desde logo, que o Pórtico da A24, situado entre as Termas do Carvalhal e Castro Daire, ficasse isento de pagamento pelo período em que a EN2 estiver encerrada, por se tratar da alternativa mais viável. No entanto, após várias insistências, continuamos a aguardar a resposta e a marcação da reunião por parte do Exmo. Senhor Ministro”.

“Conscientes da importância desta Estrada, não só em termos de tráfego, mas também em termos turísticos e de impacto económico, o Município continuará a encetar todos os esforços para a resolução deste problema”.

Depois de tudo isto teremos que concluir que o executivo PSD só se movimentou depois do CDS fazer ouvir a sua voz.

Que o executivo PSD não se preocupa com os munícipes no geral, e em particular com os utilizadores da EN 2.

Que o executivo PSD não teria reagido se o CDS não tivesse alertado o facto.

Que o executivo PSD não age. Reage. Utiliza “navegação à vista”.

 Provavelmente, se a EN2 se tratasse do IP 3, via que diretamente nada nos diz, o máximo responsável da autarquia Castrense teria sido rápido a aparecer junto dos seus colegas da CIM a reivindicar a abertura da via.

Perante este e outros factos em que o CDS tem de forma assertiva, marcado a diferença, aguardo com especial atenção os dias que se seguem e principalmente, as próximas eleições autárquicas, pois creio que pelas vozes emergentes que têm surgido e da forma empenhada e desprendida, de qualquer vantagem pessoal, com que o CDS tem defendido Castro Daire e os seus habitantes poderá, agitar bastante a política e os políticos Castrenses.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Zé da Esquina às 08:09


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Janeiro 2020

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031


Calendário


Posts mais comentados


Farmácias de Serviço