Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

4 ESQUINAS

BLOG ONDE SE PODE E DEVE FALAR DE TUDO (SOBRETUDO O INTERESSANTE)

4 ESQUINAS

BLOG ONDE SE PODE E DEVE FALAR DE TUDO (SOBRETUDO O INTERESSANTE)

CANDIDATOS (2ª PARTE)

Assembleia Municipal.

Talvez não merecesse, da minha parte, qualquer referência às listas para o referido órgão autárquico. Faço-o por respeito aos leitores do blogue 4 esquinas e também porque na postagem anterior o prometi fazer.

Não merecia que eu o fizesse, porque este órgão, na minha opinião, nunca funcionou com o sentido democrático para o qual foi criado, pois não passa de um local, onde a grande maioria, felizmente existem excepções, dos representantes se limita a levantar o braço, consoante o vizinho do lado lhe ordena.

Todos nós sabemos que a Assembleia Municipal funciona com os eleitos no sufrágio para este órgão aos quais se juntam, por inerência, os presidentes de junta.

Nas últimas eleições, os socialistas ganharam, democraticamente, e com maioria relativa, este órgão, no entanto, depois de acrescentados os eleitos do PSD, CDS,MIC e presidentes de juntas, ficou a referida força política em minoria.

Logo no dia seguinte contactaram e passaram para as suas hostes dois ou três presidentes de juntas e ainda os eleitos do MIC e CDS. Por isso pergunto se será democraticamente legítimo este tipo de situação.

Quando um ser humano é eleito, deve desempenhar o seu lugar de acordo com as suas ideologias e não alinhando ao lado daqueles que lhe prometem emprego ou outro tipo de benesses. Dessa forma acabam por defraudar quem neles confiou na hora de votar e passam a ser marionetes sem vontade própria e apenas obedecendo á voz de quem as manipula.

Falando das listas concorrentes, mencionando apenas os cinco primeiros elementos que as compõem, e utilizando linguagem futebolística, pois estou inspirado pela folgada vitória do meu clube, tenho a comentar o seguinte:

PS:

  1. Albino Ramos
  2. Rui Marques
  3. Joana Sevivas
  4. Agostinho Matias
  5. João Cândido Henrique

A lista deste partido apresenta como nº 1 o candidato vencedor de 2009. É verdade que em equipa que ganha não se mexe, mas também é uma verdade indesmentível que, se não antes, pelo menos no intervalo se devem trocar os jogadores mais cansados ou aqueles que não estão a dar o rendimento necessário.

Mas não, ao invés, o timoneiro, não mudou. Antes pelo contrário. Manteve um jogador cansado em campo e ainda lhe juntou um nº 2, desmotivado, vergado ao peso das derrotas anteriores e de quem a maioria dos adeptos já se esqueceu há muito anos.

A nº 3 incluiu uma jovem cheia de vitalidade, e portanto capaz de dar um abanão á sua equipa. Falta saber se sozinha conseguirá chegar com a bola á baliza ou tropeçará num dos veteranos já caído no solo vergado ao cansaço.

O nº 4, sempre teve jeito para jogador, independente da superfície do campo ou até das suas dimensões, no entanto será legítimo perguntar se o mesmo jogará para a equipa ou apenas quererá a bola para ele sem a passar a ninguém. Parece-me mais a segunda hipótese. É daqueles jogadores que jogando com ambos os pés procura marcar golos numa das balizas, sem se preocupar qual a sua ou a do adversário. Interessa é marcar.

Quanto ao nº 5, o desporto dele não será propriamente o futebol, preferindo mais os jogos de mesa e tendo como companheiro o nº 2 das listas deste partido para a Câmara Municipal. È caso para perguntar se o mesmo aguentará até final da competição ou será desclassificado por análise positiva de doping.

Parece-me uma lista cansada, que não fará a diferença e facilmente sairá derrotada por equipas mais jovens e ambiciosas.

CDS:

  1. Adérito Pereira
  2. Amândio Cunha
  3. Susana Pires
  4. António Cardoso
  5. Paulo Martins

A cabeça de lista um natural de Cujó, parece sina deste partido, e que no xadrez da equipa tanto ataca como defende, utilizando ambos os pés com a mesma agilidade, mas preferindo, na maioria das vezes, utilizar a técnica da contenção, passando depois a bola, sempre em passe curto e direccionado para aquele que mais se evidenciar no seio da equipa. É o chamado jogador “matreiro”, “calculista” e que só ataca pela certa, embora a maioria dos remates saiam transviados. Jogadores destes, por norma, costumam dar chutos no próprio pé.

Nº 2, um empresário do Concelho, com provas dadas em qualquer dos flancos por onde ataca, sendo, o chamado jogador “playmaker” sempre apto a jogar onde o treinador mais necessitar. Foi uma das contratações mais sonantes da pré época e como os jornalistas costumam dizer “é como o algodão”, ou seja, não engana, seja com a bola nos pés ou em desmarcações constantes.

Para nº 3 foi indicada uma cara feminina, a qual mudou de “time”, saindo da Junta de Freguesia e entrando directamente na equipa titular para a Assembleia. Não conhecendo os seus dotes futebolísticos, pois não costuma ser titular indiscutível, e por via disso pouco observada, é daquelas que necessita de algumas partidas para se poder aferir da sua capacidade. Aguardaremos para ver até que ponto a sua contratação se justifica ou não.

Para nº 4 o CDS recrutou um jogador habituado a actuar mais á esquerda. Com esta contratação, e sabendo-se que o mesmo irá alinhar sobre o flanco direito, perguntar-se-á se o mesmo se irá adaptar ao lugar ou preferirá, no final da “batalha” regressar para o seu flanco de origem. Seja como for, e mesmo considerando-o um pouco pesado, estou em crer que ainda conseguirá aguentar-se em campo os noventa minutos e durante esse tempo motivar os mais novos companheiros e ao mesmo tempo dar ânimo e alento aos companheiros de equipa que com ele jogam há muitos anos e que apesar de o terem perdido como capitão ainda o continuam a respeitar como um dos melhores quando usou a braçadeira.

O 5º indicado, para este jogo, não o conheço como jogador, pelo que nunca o vi actuar, mas segundo informações prestadas, nas redes sociais do seu partido, é uma contratação da zona de Mões e um jogador a ter em conta e sobre constante observação quando o jogo se iniciar.

PSD:

  1. António Luís Ferreira
  2. Paulo Almeida
  3. Margarida Guimarães
  4. José Carneiro Pereira
  5. Maria La Salette Almeida

Uma equipa, e por a mesma ser formada por jogadores de outras divisões, a ter em conta para poder vencer este campeonato.

Com nº 1, aquele que durante algum tempo foi falado para alinhar a titularíssimo na equipa da Câmara. Talvez por não o deixarem jogar na equipa principal agarrou-se á equipa “B” e tudo fará para sair vencedor e alcançar a tão almejada equipa “A”.

Nº 2, mais um jogador que foi regalado de uma possível titularidade na equipa “A”, para um lugar menor na equipa “B”. À semelhança do nº 1, quer mostrar aos adeptos que tem condições para alcançar outros patamares e quem sabe capitanear a equipa principal num próximo jogo.

Tanto o nº 1 como o nº 2, poderão no entanto vir a sofrer do síndrome do esquecimento, ou seja, conseguem actuações menos positivas na equipa secundária, onde menos adeptos assistem aos jogos e depois por muito que treinem ou joguem nunca mais merecem a confiança do treinador e muito menos dos sócios. Tudo vai depender como correrem os jogos daqui até finais de Setembro mas essencialmente se os mesmos são efectuados em conjunto com a equipa principal ou se, pelo contrário, cada um treinará mediante o seu método, passando a bola suavemente aos colegas ou utilizando-a apenas para dar uns toque e atirar remates fortes contra os outros.

Como nº 3 uma médica habituada a jogar noutros “times”, mas sempre substituída antes do tempo regulamentar por não se esforçar em prol da equipa nem contribuir decisivamente para o desfecho do resultado final. Será que desta vez irá fazer a diferença ou entrará meio tempo e de seguida regressa ao banco de reserva? A ver vamos! Depende dos treinos.

Para a 4ª posição entra diretamente um peso pesado vindo da extinta equipa da Junta de Freguesia. Nos últimos 4 anos, foi sempre titular, mas por zangas com o capitão de uma equipa adversária, e também por falta de comparência aos treinos, sempre desempenhou, durante os referidos anos, a sua função com relativa mediania e sem o fulgor de outras épocas. No entanto, dada a sua “ratice”, pode sempre ter alguma utilidade como arma secreta ou quem sabe conseguir “cavar” um penalti ou um livre perigoso próximo do risco fatal. Nunca se sabe. Mas que ainda é capaz de fabricar algumas jogadas lá isso é, assim lhe passem a bola.

Mais uma cara feminina como nº 5. Já veterana, tem jogado, nas últimas épocas, sempre pela mesma equipa e não tem obtido muitos golos. No entanto existem treinadores que apostam sempre no mesmo jogador, independentemente do seu rendimento, e com persistência, por vezes, nem que seja passados muitos anos, lá conseguem introduzir a bola na baliza contrária e atingir o apogeu. Mais um elemento a ficar em observação, embora me pareça já não possuir força suficiente, nos pés, para conseguir forte remate.

CDU:

  1. Baltazar Almeida
  2. António Carvalho Rodrigues
  3. Isabel Souto
  4. José Carlos Pinto
  5. António Souto

Esta coligação partidária, é daquelas formações que raramente faz pré época. Umas vezes por falta de jogadores, outras por falta de treinadores.

No entanto, quando começa o campeonato apresentam-se sempre em campo, nem que para isso, os mesmos jogadores, sejam obrigados a esforço suplementar e alinhem em diversas equipas em simultâneo.

Nº 1, não conheço, por isso não vou opinar, nem armar-me em treinador de bancada. Uma autentica, para mim, incógnita, mais parecendo um daqueles jogadores de uma antiga república da extinta União Soviética que são contratados por vídeo e que às vezes resultam outras não.

Nº 2 Um Castrense, ex. empresário e antigo emigrante. Mais um que há algum tempo não vejo jogar. Se a sua qualidade futebolística ainda é a mesma de quando actuava no campeonato português, tenho a dizer que nunca se evidenciava em relação aos outros. Se esteve no estrangeiro em estágio e treinou de modo a melhorar a sua performance poderá fazer alguma diferença, numa equipa pouco conhecida mas reconhecida pela sua entrega e dedicação.

Nº 3, a capitã da equipa principal e que neste caso jogará na equipa secundária, creio que devido a uma forte onda de lesões que afectou esta equipa ou por falta de jogadores para contratar.

Nº 4 Um farmacêutico da nossa praça, também ele um habitué neste campeonatos. Já jogou em diversas equipas, mas sempre no mesmo clube.

Será ele capaz de ainda conseguir empurrar a bola para a frente ou apenas de a jogar para trás e para os lados, não conseguindo iniciar nenhuma jogada de contra ataque. Inclino-me mais para a segunda hipótese, pois os anos já pesam nas pernas e os adeptos não gostam de ver em acção sempre os mesmos jogadores.

Como nº 5 aparece o marido da capitã da equipa principal e nº 3 da equipa secundária. Será mais um para completar a equipa e provavelmente poderá vir a ser o substituto da capitã da equipa primodivisionária, caso esta necessite, impreterivelmente, de actuar em exclusividade na equipa de elite.

E por aqui me fico, aguardando o desenrolar do jogo e esperando pelo seu final, mas sempre com a certeza inolvidável que mesmo que o campo esteja inclinado, o árbitro não seja imparcial ou que jogadas se façam fora das quatro linhas, o remate final para o golo, leia-se voto, será sempre efectuado por cada um de nós e em direcção á baliza que escolhermos.


Zé da Esquina

 

35 comentários

Comentar post

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Farmácias de Serviço

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D