Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

4 ESQUINAS

BLOG ONDE SE PODE E DEVE FALAR DE TUDO (SOBRETUDO O INTERESSANTE)



Terça-feira, 10.09.13

COMBATE - 3º ROUND

 

Os entrevistados foram uns fingidores

Demonstraram ao comum do castrense

Que ao não dizerem nada objectivamente

Ambos não merecem ser eleitos presidente

 

Sem querer, de modo algum, considerar-me um “expert” em poemas de Fernando Pessoa, não quis deixar de iniciar esta postagem com uma adaptação de um dos seus mais famosos poemas, e que, na minha opinião, sintetiza aquilo que se passou no debate de ontem entre os candidatos do PS e PSD.

Muito sinceramente, considero que o candidato do PSD venceu o debate e por larga vantagem, levando por diversas vezes o candidato do PS ao “tapete”. No entanto, não havia necessidade de tanto “lavar de roupa suja”, ridicularizando o debate e alterando substancialmente o que se esperava do mesmo.

A “eloquência” de um, ao considerar-se um génio da matemática, depois de no debate anterior se ter considerado um predestinado em matéria de acção social, e a constante fuga às perguntas e “inabilidade” sobre os temas por parte de outro, leva-me a considerar que ambos prestaram um mau serviço á politica Castrense e não acrescentaram nada de novo quanto a projectos e ideias para o Concelho.

Os constantes ataque pessoais, o constante desrespeito, por parte do candidato Socialista, ao moderador do debate, em nada engrandecem quem tem pretensões a ser presidente de câmara.

O debate, supostamente, teria como temas: Inovação, Educação, Economia e Rádio.

Será que os mesmos foram debatidos?

Se calhar foram e eu não os entendi.

O que eu entendi, foi o seguinte:

Inovação: inovaram e muito, criando uma nova forma de debate, aos berros, a falarem em simultâneo e a não se fazerem compreender.

Educação: Não se falou sobre a mesma, nem existiu durante o debate.

Economia: Muita, principalmente na forma poupada de esclarecerem os ouvintes sobre os projectos e ideias para o Concelho.

Rádio: O espaço onde os candidatos estiveram e o qual não souberam aproveitar para elucidar quem os escutou.


Pontos positivos:

  1. A forma, ainda que não muito, como o candidato do PSD foi aguentando as constantes provocações emanadas pelo seu opositor.
  2. A certeza, creio que para a grande maioria, que nenhum dos candidatos participantes no debate de ontem, possui o perfil necessário e indispensável para se tornar um “grande” presidente de câmara.

Pontos negativos:

  1. Os ataques pessoais, o “diz que diz”, utilizado durante o debate por ambos os candidatos.
  2. O aproveitamento de instituições, a que pertencem ou pertenceram os candidatos em causa, para fins puramente eleitoralistas.

E por aqui termino não sem antes citar, ainda que de uma forma adaptada, o teorema de Pitáguras:

Numa candidatura à Câmara, o zero ocorrido no debate de ontem é igual á soma de ideias dos candidatos.

 

Zé da Esquina

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Zé da Esquina às 18:29


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Setembro 2013

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930


Calendário


Posts mais comentados


Farmácias de Serviço