Quinta-feira, 8 de Julho de 2010

S.O.S - Bombeiros em estado crítico e com prognóstico reservado …

No Concelho de Castro Daire existem diversas instituições, no entanto, hoje, vou falar daquela que nos últimos dias tem andado nas bocas do mundo, isto é, em tudo quanto é jornal, rádio ou televisão.Refiro-me concretamente á Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Castro Daire.

Os Bombeiros de Castro Daire, mais uma vez, são notícia pelos piores motivos. O Seu Presidente vem de novo ameaçar tudo e todos, concretizando mesmo uma dessas ameaças, ao fechar a secção destacada dos Bombeiros em Parada de Ester.

Mas o importante da questão é tentar perceber como tudo isto chegou a este ponto e quais os responsáveis por todo este enredo.

Às minhas esquinas têm chegado noticias que tal facto, se deve à má gestão administrativa dos seus actuais directores, piorando a situação com a demissão, ainda não explicada, de 3 directores e a entrada do actual corpo de comando.

Razões? Algumas! Vamos a elas!

  • Compra de tenda, que não se sabe muito bem para quê, pelo valor de 2000€
  • Aquisição de cerca de 60 fardamentos completos para os Infantes
  • Jantaradas na Praia Fluvial de Folgosa
  • Almoçaradas e jantaradas nos restaurantes da vila, por vezes desnecessárias ou injustificadas
  • Passeios com os carros do Bombeiros sem qualquer tipo de necessidade ou controlo
  • Dinheiro investido em unidades de formação, sem a certeza absoluta do seu retorno
  • Formação desajustada da realidade Concelhia feita por 12 elementos do corpo activo em Espanha
  • Acampamentos de verão para os mais “pequeninos”, para satisfazer os desejos dos “grandes”
  • Etc.

Segundo palavras do Senhor Presidente dos Bombeiros, a situação actual em termos financeiros é de cerca de 300.000€ de saldo negativo. Afirma também, que do estado, da autarquia e outras entidades é credor de 320.000€.Se isso correspondesse á realidade, a situação não era assim tão má como a pintam, pois na realidade teriam um saldo positivo de 20.000€. Só que a fazer fé nas notícias que se têm ouvido não será bem assim, senão vejamos, o Senhor Presidente da Câmara afirmou nos órgãos de comunicação social que apenas falta entregar aos Bombeiros 25.000€,de umas das 3 tranches cuja totalidade perfaz 75.000€.Diz ainda o responsável máximo da autarquia que no ano de 2009 os Bombeiros receberam um subsídio de 139.000€ e que é também a autarquia a responsável pelo pagamento de 50% de uma equipa permanente, assim como é da sua responsabilidade o pagamento integral dos seguros de todo o corpo activo.

O Senhor Presidente dos Voluntários Castrenses, já mandou encerrar as portas da secção de Parada de Ester, para, segundo ele, poupar 2.000€ mensais. Tanto quanto se sabe em Parada apenas existe em permanência nocturna uma ambulância. Pergunto: 2.000€ de gastos? Em quê?

Existe também a forte possibilidade de a partir de 6ª feira encerrar portas o quartel sede, por falta de crédito da entidade fornecedora de combustíveis, da qual é gerente o actual Presidente da Mesa da Assembleia Geral, logo também com algumas responsabilidades pela catastrófica situação, assim como os restantes membros deste órgão e do Conselho Fiscal pois não tendo o mesmo poder de decisão da Direcção, têm pelo menos o dever de conhecer a “saúde financeira” da Instituição e intervirem de maneira a que a Corporação não chegasse a este ponto!

Acho sinceramente que estes tipos de Instituições, com receitas próprias, e que não são assim tão poucas, deveriam ser auto-sustentáveis e não “mantidas”pelos subsídios estatais e/ou locais.

O espelho dos directores desta secular Associação, foi retratado por um dos seus elementos, ainda recentemente, quando num local não muito distante de Castro Daire, tratou um grupo de “soldados da Paz” como se estes fossem seus escravos ou sua propriedade. Os 132 anos de vida dos Bombeiros de Castro Daire, merecem respeito e o seu destino não deve, nunca, estar entregue a pessoas que não estão interessadas em servi-los.

Nada me move contra esta instituição, a qual eu aprendi a respeitar e a considerar um exemplo de dedicação e amor ao próximo, quando a sua máxima era “Vida por Vida” e “Sangue por Sangue” e os seus Voluntários faziam deste lema o seu ideal de vida.

Esperamos para ver, mas sou da opinião que se deve voltar ao antigo e bonito voluntariado, pois a ver pelos comentários que foram feitos a um anterior post onde falei nesta colectividade e onde muitos se sentiram ofendidos por eu ter dito que já não existiam voluntários, tendo os mesmos afirmado que se sentiam voluntários e que ainda corriam para o quartel quando a sirene tocava, a ser verdade, o voluntariado existe, está de boa saúde e recomenda-se, assim sendo, não temos necessidade de equipas profissionais na instituição, poupando-se desse modo muito dinheiro.

Eu, cá continuarei, na minha esquina, para ver se os vejo passar a correr quando a sirene tocar, seja qual for o número de toques, apressados em direcção ao quartel, ou para ver, agora que o dinheiro acabou, se os mesmos não começam a correr em sentido inverso.

 

Zé da Esquina

publicado por Zé da Esquina às 20:59
link do post | comentar | favorito
111 comentários:
De agulheta69 a 3 de Agosto de 2010 às 17:10
CADA VEZ MAIS ISTO... INCRÍVEL!!!

"Na Tulha Nova, nas serranias do concelho de Castro Daire, a população vai deixar de ajudar a combate r as chamas depois de se ter desentendido com os militares do Grupo de Intervenção Protecção e Socorro (GIPS), da GNR, sobre prioridades no combate ao fogo. Um dos populares acabou mesmo por ser detido. "Incêndios nunca mais. Nem quero saber", resume Norberto Ferreira.

O agricultor, que de véspera teve o fogo "à porta do palheiro", onde tem "duas vacas que são o trabalho de uma vida" e o seu sustento, ainda olha "zangado" para as marcas das chamas. Quando as labaredas chegaram ao palheiro correu a combater as chamas. O cunhado, António Paiva, foi pedir ajuda à brigada de helicóptero. A resposta não foi a esperada. "Ele perguntou-lhe se sabia com quem estava a falar e nem deu tempo de mais nada. Tirou o capacete, disse que era da GNR e espetou-lhe uma bofetada", conta.

Revoltada a população da aldeia, ontem, já não ajudou os bombeiros. Ficou nas janelas e no café a ver. Contam o desentendimento entre o o militar da GNR e António Paiva, que acabou detido no posto por uma noite. Na discussão foi também agredido um rapaz de 17 anos, Ivo Ferreira, que foi tratado no Centro de Saúde de Cinfães de onde "saiu sob escolta da GNR para Castro Daire onde foi entregue aos militares do GIPS", contou fonte da GNR. Aguardam julgamento em liberdade.

O helicóptero está ao serviço da Protecção Civil, que recusou prestar esclarecimentos, tal como a GNR e o Ministério da Administração Interna."

In DN


De Visigodo a 7 de Agosto de 2010 às 11:51
Caro agulheta69:

Gostei da “sua” frase ‘CADA VEZ MAIS ISTO... INCRÍVEL!!!’

Segui, depois, com atenção o restante escrito e só no fim me apercebi que estava a ler a transcrição de um artigo (penso eu) de uma publicação periódica (penso eu). Portanto não vou dissecar o artigo (?) aqui transcrito porque não é seu. Mas não quero deixar de lhe dizer que os seus gostos de opinião jornalística, se calhar por desconhecimento do cenário das ocorrências, pode estar com um bocadito de falta de tempero.
Vejamos então.
O cenário está localizado em Tulha Nova, concelho de Castro Daire. Suponho que será na freguesia de Cabril. Depois vêm frases (para mim elucidativas) como “Incêndios nunca mais. Nem quero saber”, “a população da aldeia, ontem, já não ajudou os bombeiros. Ficou nas janelas e no café a ver”. Posso dizer-lhe, caro agulheta69, porque como ex-bombeiro voluntário e activo que algumas vezes acorreu a sinistros naquela zona e conhece a mentalidade das populações, esta atitude (demonstrada nas frases) é normal e quotidiana da maioria daquele pessoal. Desconhecia isto?
E repare que por uma atitude (segundo a opinião do jornalista) negativa por parte da GNR as tais “justiceiras” populações de Cabril (e não só) estão a negar a tal mãozinha de ajuda aos Bombeiros. Isto já lhe diz alguma coisa?

Quanto às conversas havidas entre elementos da população e dos GIPS (da GNR, como muito bem se escreve) não tenho qualquer testemunho credível, pelo que me abstenho de julgar A ou B. Também acho estranho que o Ivo fosse tratado em Cinfães e não em Castro Daire que é o Centro de Saúde da sua área de residência. Mas tudo isto ficará para esclarecer quando eu tiver a certeza de quem é quem neste mal esclarecido artigo.


De agulheta69 a 12 de Agosto de 2010 às 22:18
Além de cego... tens a mania que és intelectual!!!


De sem saber a 13 de Agosto de 2010 às 19:31
Será que o agulheta sabe mais do que é escrito no jornal ou limita-se a contar aquilo que efectivamente está mal (mas mesmo muito mal) contado?
Esteve lá e viu o que os "coitadinhos" disseram e fizeram aos elementos dos GIPS?
É que essa é a versão não contada não é?
do meu lado afianço, estou sem saber...


De Visigodo a 13 de Agosto de 2010 às 23:33
Caro agulheta69

Gostei da “sua” frase ‘Além de cego... tens a mania que és intelectual!!!’

Pouco esclarecedora mas perfeitamente elucidativa. Em meia dúzia de palavras mostrou que o mau pensamento a seu respeito está absolutamente correcto. Mas fiquei desiludido quando não vi qualquer achega ou desmentido ao que eu expus. Então só me resta dizer-lhe, calmamente, sem nervosismo, que está enganado a meu respeito em dois pontos.

Primeiro – Não sou cego.
Sou só míope e nenhuma destas situações é um desprimor, ao contrário da forma desabrida e pouco cortês como responde quando não percebe as palavras que lhe são dirigidas à guisa de esclarecimento.

Segundo – Não sou intelectual.
Nem sequer tenho a mania de o ser. No entanto se o fosse não percebo qual era o mal que daí vinha ao mundo.
Essa mania deixo-a a si e, assim, continuarei a usar as palavras conforme aprendi na Escola.

Quando ali se aprendia alguma coisa.


De Anónimo a 22 de Julho de 2010 às 19:54
Com tanta preocupação em justificar o injustificável(compra da tenda),só pode ser o responsável pela sua (inutil) aquisição a fazê-lo.


De Carlos Bianchi a 22 de Julho de 2010 às 14:36
Sou um leitor (agora assíduo) deste blogue e não costumo fazer comentários, mas há algo que me faz confusão neste tema.

Porque motivo se atacam e defendem os bombeiros, que pouco ou nada tem a ver com os problemas financeiros da Associação, (sabendo todos tambem que, em regra, nada têm a ver com a gestão efectiva da mesma), quando a questão me parece ter uma natureza quase só politíca?


De josé a 22 de Julho de 2010 às 02:39
http://www.youtube.com/watch?v=Da8RrzJ5Avg



para quem tem pouca memória, uma pequena justificaçao para as tendas, os equipamentos de protecção individual e afins...
deixem-nos ser sempre melhores porque os nossos objectivos serão sempre a vossa segurança...


De sem perceber a 22 de Julho de 2010 às 12:17
Caro José
Efectivamente a reportagem sobre um acidente de viação ocorrido há 20 anos é um meio idóneo de justificar a necessidade de equipamentos como a tenda do carro de comando. É mesmo algo imprescindivel.

Mas espera: como é que podemos viver nos ultimos 20 anos sem este equipamento? Será que não era prioritário? Se calhar deve-se ao facto de a mesma nunca ter sido verdadeiramente necessária e haver outras prioridades, não?

Fico sem perceber


De jose a 22 de Julho de 2010 às 14:41
se houver um acidente entre dois veiculos ligeiros de 5 passageiros, poderão existir 10 vitimas... partindo do principio que existem 6 ambulâncias, ficarão 4 vitimas sem transporte imediato a uma unidade de saúde... se o mesmo acidente acontecer numa das vias que distam mais de 30km (50 minutos ou +) da unidade de saude teriam que ficar essas pessoas deitadas na estrada á mercê do sol ou da chuva, do frio ou do calor????
vai ser usada? só deus sabe... espero bem que não...
mas pense na quantidade de viaturas de 5 pessoas que se cruzam nas nossas estradas...


De Tonho a 22 de Julho de 2010 às 18:29
Este deve viver em Hog Kong, porque aqui dois carros pouco mais trazem que duas pessoas. É por estas megalomanias que chegamos a este estado finaceiro caótico . Não há juízo.


De jose a 22 de Julho de 2010 às 19:47
por ex, as carrinhas e autocarros de transportes de crianças diariamente CIRCULAM COM MAIS DE 10 PESSOAS...


De sem saber a 23 de Julho de 2010 às 20:33
Desculpe José, mas a questão não é/era saber se a existencia da tenda se traduz em algo util... Assim percebe-se a sua aquisição... Aliás, a aquisição da tenda sempre seria util, se não para os bombeiros, para...
O importante era saber se a nova tenda é uma prioridade no que á operacionalidade diz respeito?
ou será que nao existe outro equipamento mais NECESSARIO E PRIORITÁRIO?

é exactamente isto que ficamos sem sabem


De Tonho a 26 de Julho de 2010 às 00:54
Já gora os autocarros levam 50 pessoas. Vá lá, toca a comprar 50 ambulâncias e de preferência com o dinheiro da Câmara sem perguntarem ao Presidente se há dinheiro para pagar. E ainda, como estamos debaixo da rota aérea internacional para a Europa e os aviões levam em média 200 pessoa, porque não comprar 200 ambulâncias?. Não tenham Juízo não!...


De eu sou bombeiro a 26 de Julho de 2010 às 21:10
nao tenhas medo!!!!!!


De Anónimo a 22 de Julho de 2010 às 02:32
EXISTIMOS PORQUE... QUALQUER DIA, A QUALQUER HORA E EM QUALQUER LUGAR

" É PROVAVÁVEL QUE ALGO DE IMPROVÁVEL VENHA A ACONTECER"


De Anónimo a 21 de Julho de 2010 às 22:25
Resumindo está-se a brincar à politica com instituições que merecem mais respeito.

O Sr. Presidente da Câmara deve descer à terra e falar na mesma linguagem com os Bombeiros.

Chega de Manobras de Bastidores ou de Gabinete.


De sem perceber a 22 de Julho de 2010 às 12:20
porque motivo não há-de ser a direcção da AHBVCD a falar a mesma linguagem do Sr. Presidente da Camara?

Ah! Espera face ao exemplos das ultimas entrevistas eles já falam quase da mesma maneira, não!


De emigrante a 22 de Julho de 2010 às 13:15
oh rapaz tu tens juizo... pensa bem nas coisa que dizes... consideras isto um tipo de manobra? que eu saiba os bombeiros nao sao municipais sao VOLUNTARIOS. e nesse tipo de instituiçoes deve ser gerida de uma forma coerente nao é para ser os outros (neste caso nos que pagamos os impostos) a sustentala...


De Anónimo a 19 de Julho de 2010 às 16:21
Este AVEC deve estar com problemas,pois que eu tenha entendido o Bruno Moreira só criticou a gestão da direcção,elogiando até os voluntários. Tu devs estar com medo de perder algum tacho.


De Bruno Moreira a 18 de Julho de 2010 às 10:40
Pois é meus amigos. Venho deixar um breve comentário a esta situação que se vivido nestes últimos tempos na nossa pacata vila. Desde já afirmo que não escondo quem sou, não me escondo atrás de um pseudónimo ou anonimato: gosto de ser frontal e dar a cara. Esta minha pequena reflexão visa somente a direcção da AHBVCD .
O Corpo Activo dos Bombeiros, esse sim, merece todo o respeito e consideração de todos os castrenses, pois nunca se sabe quando eles nos poderão ajudar, ajuda que nunca negam, nunca negaram e nunca negarão, pois corre-lhes no sangue o lema vida por vida. A todos eles PARABÉNS e OBRIGADO pela nobre missão que exercem em prol do próximo.
No que respeita à direcção dessa nobre e secular associação , só tenho a dizer: RESPEITEM OS BOMBEIROS. Todos os anos se repete a mesma novela em torno desta associação. Ou há-de ser por causa disto ou daquilo. Sr. Presidente da AHBVCD : eu não duvido que tanto a Sra. Eng. Eulália bem como o Sr. Fernando Carneiro lhe tenham "prometido" o apoio à ULF . No entanto, tenho a firme certeza que lhe pediram algo mais: Papéis. E o Sr. . sabe muito bem o que quero dizer com "Papéis". Sabe que em Portugal deve haver uma parceria entre o ESTADO e a PORTUCEL e o papel é necessário em tudo. É a típica burocracia portuguesa, mas nisso os nossos governantes não são culpados: limitam-se a cumprir a lei. E sem papéis o tão prometido apoio nunca chegará.
Mas não pensem os prezados leitores, que a situação da AHBVCD chegou a este ponto, só porque a CMCD não presta o apoio que queriam. Isto deve-se somente a uma MÁ GESTÃO, repito MÁ GESTÃO dos recursos da Associação.
No meio disto tudo, resta-me regozijar com toda esta situação. Sabem porquê: porque felizmente é o único cenário que vejo em brasa este verão no concelho. Ainda bem que as florestas concelhias não estão a ser desbastadas pelas chamas como noutros anos. BRAVO RAPAZES. FORÇA BOMBEIROS.


De AVEC a 19 de Julho de 2010 às 12:09
Este Bruno Moreira deve ser um rapazinho que nunca fez nada na vida, senão ser um camaleão. Foi PSD, mas como nada lhe deram passou-se para o PS e neste partido conseguiu notariedade, até fez parte da Assembleia de Freguesia de Alva, onde acusaram, inocentemente, como os tribunais o declararam, o antigo presidente da junta. Que sabes tu de Bombeiros? Nem para voluntário serviste ou serves. Para ser director é necessário fazer parte duma lista e ganhares eleições, mas como ainda há pouco perdeste umas...
Que sabes tu de papéis?


De sem perceber a 19 de Julho de 2010 às 18:16
Há lá coisas...

Então o Bruno Moreira, tem a coragem de vir dizer da gestão da AHBVCD o mesmo que muitos por aí tem dito á socapa (ainda para mais assinando a sua opinião) e é brindado por um senhor que assina (aliás como eu) sob um pseudónimo com desprimores para o seu caracter?

Então a opinião de alguém é menos valiosa quando exprimida por uma pessoa que tenha mudado de partido ou tenha perdido eleições?

Se alguem se presta a questionar outrem pelo que fez, terá feito ou nao fez, que dizer de um tipo que, salvo o facto de se poder entender ter sido um emigrante (quiçá falhado) pelo facto de asinar AVEC, ninguem sequer conhece?

gostava de perceber?



De Anónimo a 17 de Julho de 2010 às 11:58
Isto ja mete confusão!
Deixem os bombeiros em paz,mandem embora quem realmente tem de ir,a direçcão,o sr comandante e seu irmão,respectiva comandita


De eu sou bombeiro a 16 de Julho de 2010 às 21:26
http://www.youtube.com/watch?v=isYS6U9McRg&feature=related

Bombeiros para sempre mais nada. Deixem de merdas.


Comentar post

contador de visitas
online

.Calendário

.Posts Editados

. NOTICIAS DE 1 DE ABRIL

. TUDO (N)A MESMA...

. PELOUROS

. G.A.P.

. TOMADA DE POSSE

. O POVO DECIDIU. DEMOCRACI...

. ELEIÇÕES AUTARQUICAS 2017...

. FIM DA DITADURA

. SONDAGENS (RESULTADOS)

. TEMOS PENA

.Arquivo

.Farmácias de Serviço

blogs SAPO

.subscrever feeds

.mais sobre mim