Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

4 ESQUINAS

BLOG ONDE SE PODE E DEVE FALAR DE TUDO (SOBRETUDO O INTERESSANTE)



Domingo, 11.04.10

PASSADOS 5 MESES ...

5 Meses passados sobre a tomada de posse do executivo Camarário, de maioria P.S.,da Câmara Municipal de Castro Daire, o Blogue 4 Esquinas resolveu fazer uma resenha sobre as principais obras e medidas tomadas pelo actual executivo desde a sua tomada de posse.

 

 

Principais obras:

 

 

 

 

 Principais medidas tomadas:

 

 

 

  

Zé da Esquina

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Zé da Esquina às 18:58


69 comentários

De PACIENTE CASTRENSE a 03.05.2010 às 10:29

Reparo que um dos famosos ringues construídos pelo anterior executivo ruiu numa das pontas. Foi pena não ter ruído todo, é que, assim não haveria despesas na sua destruição.
Agora que se sabe que estes ringues não terão apoio financeiro no âmbito do QREN, porque não respeitam as condições mínimas para a prática do desporto para ali previsto, era melhor limpar aquele espaço, poupar o dinheiro que iria gastar na sua reconstrução e expandir o espaço de lazer do calvário para aquele espaço, que tem uma vista excelente ou então, como alguém já propôs um parque de estacionamento, que muito utilidade teria para o Município, correios e demais comércio daquela zona. Este parque teria a virtude de fomentar, também o uso da Calvário. Uma das poucas obras bem feitas do anterior executivo.
Este é o segundo post neste blog para o qual quero contribuir no seguimento e respeito do primeiro. Assim, o enriquecimento do conteúdo continue.
Saúdo o regresso do castrense Zé Morais aos excelentes e pertinentes artigos no Jornal de Notícias de Castro Daire.

De Recruta0 a 03.05.2010 às 00:11

Caro Zé

Parece-me pertinente esta questão

Ontem, a maioria dos habitantes da Sede do Concelho estivem literalmente sem água!!!!

Numa altura em que se apregoa a qualidade de vida dos Castrenses, o aumento de taxas, pergunto:

Porquê?!!!!!

Quando estivermos cabalmente cobertos por redes de água, esgotos e acessos passíveis de termos qualidade de vida, avisem, e poderão fazer propostas de aumento nesse sentido. Para já, parece-me mais um tio no pé do executivo em funções.
Se os anteriores não tinham esse serviço, pelo menos não aumentaram taxas. Agora a "Familia" vir aumentar sem melhorias (antes pelo contrário?)
PELO AMOR DE DEUS, Sr. PRESIDENTE!!!!!

De Eléctrico a 03.05.2010 às 18:25

A EDP também falha com a luz e aumenta-a quando quer. Andam mal habituados. O país não está para folias nem para roubar um bem precioso como a água. Quanto mais aumentar o preço desde que não ultrapasse o limite socialmente justo, é benéfico , porque há menos desperdício e menos utilização indevida.

De Anónimo a 02.05.2010 às 14:43

Visite:
http://patriotaxxi.blogs.sapo.pt

De PACIENTE CASTRENSE a 02.05.2010 às 11:04

Os comentários aqui apresentados, são na maior parte, perfeitamente inúteis A crítica deve ser construtiva, pertinente e útil. O que mais se vê é a crítica gratuita, sem conteúdo, sem propostas de alternativa ou de melhoria das condições de vida dos castrenses. A crítica é saudável quando sustentada por um diagnóstico e acompanhada de soluções devidamente fundamentadas .
Façamos um esforço para que assim seja. Discutam-se propostas, alternativas e deferentes pontos de vista para o enriquecimento da discussão.

De tito a 02.05.2010 às 15:30

Vamos todos bater palmas ao PACIENTE CASTRENSE :- clap , clap , clap , Sr Paciente a sua critica e das mais construtivas que já vi, desde já os meu parabéns

De Avé CDR a 02.05.2010 às 17:41

Pese embora ser um dos que critica gratuitamente, concordo com o amigo Castrense.

Aqui vai uma critica que espero ser util:

A) Diagnostico: um dos princiapis problemas que afecta Castro Daire é o desnorte e excesso de na execuçao das obras publicas, muitas vezes desnecessarias, infundamentadas e assentes em soluçoes técnicas (aparentemente) erradas.

B) Solução: Verificar caso a caso, quais as obras que acarretam desvios orçamentais e assentam em soluçoes tecnicas que se comprovaram erradas (ex, rotunda Av Maria Alcina ou rampas de saida de privados), imputar tais responsabilidades aos técnicos responsaveis e sendo caso disso abrir processos disciplinares a esses tecnicos, pela má conduçao da res pública

c) consequencia: finalmente haveria duas boas coisas que se podiam dizer do executivo - 1º Finalmente houve coragem de corrigir os erros do passado; 2º - Finalmente malas á porta de quem necessita.

Ultima questão: Está bem assim, ou precisa de melhor fundamentação?

De IMPACIENTE a 03.05.2010 às 18:19

Este AVÈ ou Ferrador como queiram, nem com professores lá vai. Nos seus comentários está sempre presente o ódio de morte que nutre pelo eng . Agõra fala da rotunda da Maria Alcina para, mais uma vez, pedir o despedimento do Homem. Só por ignorancia, ódio e má fé é que nao vê que a dita rotunda acabou com os acidentes naquele local , alguns deles mortais. Se tivesse grandeza de carácter e alma grande, em vez de propôr o despedimento, propunha-lhe uma medalha. Pobre terra que tais filhos adoptivos tem!...

De Avé CDR a 04.05.2010 às 09:18

Nem uma palavra mais para desmentir o que já aborrece - a tentativa de me colar à imagem do que parece um enfant térrible, o tal Ferrador...

o que me me move na resposta a este comentário é outra coisa.

"ódio de morte"? "má-fé"?

nem uma coisa nem outra...

relembro que decerto não fui eu (que nem a eleções me apresentei) quem passo a campanha (e a pré-campanha) a prometer correr com o eng.º por ser incompetente!!! e o povo aplaudia...

também nao fui eu que fui eleito com base na promessa de corrigir tudo o que por esse técnico foi feito. Ex. a rotunda da Av Maria Alcina. e mais uma vez o povo aplaudia...


está tudo esquecido... perdeu-se de repente a memória... e o povo aplaude?

fantástico...

e depois sou ando por aí a destilar odios de morte e a salivar de má-fé.


bem independentemente do que disse até agora neste post sobre o que penso sobre o eng.º (e que motiva os ataques dos indefectiveis sei lá o quê) tambem nao dou mais para este peditório - a não ser que saiba ou veja mais um dos muitos despautérios, tiques de arrogancia, incapacidades técnicas e desconsideraçoes pelos colegas ou municipes que lhe são habituais... Mas que segundo alguns temos de engolir (de preferencia sem falar) apenas porque (tambem segundos esses) »o homem até trabalha e faz trabalhar».

Maquievel nao o disse melhor: Agueanta Zé, porque os fins justificam os meios.

espero com isso poder comentar, criticar e até elogiar (consoante for da minha inteira, e livre opiniao) o que se vai fazendo pelo concelho.

Um abraço...

De Parceiro da Sueca a 04.05.2010 às 17:18

AVÈ, vai berrando, vai, que ninguém te houve. Muda de táctica para destilar o teu fel que por aí nao vais lá. O Povo nao é burro nem os eleitos e tu teñs de mudar de profissao ( de profissao nao que és reformado) mas de hobi, porque nao tens onde aplicar as tuas ferradelas de ferrador. Passa bem vai-te embebedar para esquecer que ninguem te liga...

De Olheiro a 04.05.2010 às 22:21

Incapacitado és tu... que foste corrido da Finança.

De Avé CDR a 05.05.2010 às 13:14

Perdoar-me-á caro(a) Zé por mais uma destas, mas arre que eles gostam de dar com os burros na agua.

será preciso muito para perceber que a minha identidade não é a (do assim chamado neste blog) FERRADOR?

uma coisa eu confesso: nao faço desenhos para fazer perceber tal coisa - é como outros nao tenho jeito nenhum para isso?

dá vontade de dizer ao defensores: «Qualis dominus talis servus»

como diz o outro: "é a vida"

De Olheiro a 06.05.2010 às 01:23

Foste corrido das finanças; não és de Castro Daire, sabes latim; andaste no seminário; tens ódio ao eng. ficas enfurecido quando te chamam pelo nome ... e depois negas. É preciso andar distraído ou fazer dos outros asnos!...

De Avé CDR a 06.05.2010 às 14:58

«Foste corrido das finanças» - errado - repito não só nao fui corrido como nunca lá trabalhei, por outro lado mantenho uma profissão activa e remunerada, porque tenho ainda a vida pela frente...

«Não és de Castro Daire» - errado - possivelmente viu-me crescer (se de cá for)...

«sabes latim, andaste no seminário» - errado - nem só no seminário se aprende latim, basta pensar um pouquito para perceber isso (é dificil não é?) ...

«tens ódio ao eng.» - errado - repito nao odeio o eng.º mas embirro com as constantes demonstrações de ignorancia, incompetencia e arrogancia do senhor (que querem é feitio)
«ficas enfurecido quando te chamam pelo nome ... e depois negas.» - errado - nada me enfurece (a fúria é um sentimento errado), mas nego apenas a confusao que estão a criar com as tentativas (sempre malogradas) de adivinhar a pessoa... se ao caro amigo chamassem (sei lá) José Castelo Branco nao negava.

«É preciso andar distraído» - pelos vistos o amigo tem andado distraido porque percebia as pistas dos meus anteriores comentarios...

«fazer dos outros asnos!...» - errado - cada um é o que é e as (infelizes e desacertadas) tentativas de me colar á imagem do FERRADOR só demonstram isso mesmo. pelos vistos não precisam de ninguem para...

Mas deixe lá, pelos vistos não é o unico cá pela nossa terra... e às vezes acontece haver Olheiros distraídos (olhe o caso do JARDEL)

De Fiscal a 16.05.2010 às 00:33

És muito asno, Avé. Nunca percebeste nada de finanças, quanto mais de obras públicas!...

De Avé CDR a 16.05.2010 às 17:43

Sim, obrigado pela sua perfeita e assertiva opinião...

tenho só pena de ter falhado tanto...

nao somos da mesma espécie animal e familiar!

não tinha nem tenho de perceber de finanças (creio que públicas) embora ainda saiba ler (os normativos e comparando com alguns outros textos.)!

de obras públicas ainda não falei, mas ainda me é permitido discordar com as "boas" soluções encontradas para esta Vila (todas aliás criticadas e bem pelo actual executivo)!

saudações...

De tito a 01.05.2010 às 17:35

Caro Zé, como queres tu ver obra feita ? O Sr. Presidente tem o tempo muito ocupado com os novos cargos familiares, pois isso ocupa-lhe praticamente todo o seu tempo, coitado chega ao fim do dia cansado, até da pena. Tal como o País, muito pior vai o nosso município, como diz o outro, votaram nele agora têm que o aguentar

De Anónimo a 01.05.2010 às 16:10

Caro Zé, para quando um post sobre as novas taxas municipais???

e nem precisa de publicar este comentário se não quiser???

De Isaias a 19.04.2010 às 20:54

Gostava que o "escrivão" mencionasse quem são os funcionários da Câmara que fizeram parte das listas do PSD e que agora estão a ser perseguidos? Por aquilo que me é dado a perceber todos aqueles que tinham "previlégios extras" com o anterior executivo continuam a tê-los com este.Se estou enganado queira dizer quem são !

De Avé CDR a 19.04.2010 às 23:51

«Privilégios extras»?????

o quê?

sair para tomar café a cada meia-hora e por meia hora ou mais?

sair do local de trabalho para fazer aquisições de acessórios pessoais, tal como botas, carteiras e outros?

chegar á beira de um munícipe e tentar-lhe impor uma decisão que lhe é prejudicial muitas vezes injusta e contra a vontade do próprio executivo ?

manter-se no local de trabalho a cuidar da manicure e da vida alheia, completamente em desrespeito pelo utente que quer ser atendido?

desrespeitar os colegas em pleno átrio do município , através de uma linguagem menos própria ?

permitir ao munícipe ver que no seu local de trabalho, o funcionário, ou raramente está, ou quando está é mais um do que vêem os dois únicos trabalhadores presentes (o colega cumpridor e o utente) desfiar vários novelos complicados?

existirem serviços onde a contagem de funcionários se faz do seguinte modo:
1 trabalhador; 1 supervisor do trabalhador; 1 supervisor do supervisor; um observador que olha para os supervisores e um estupido (o munícipe ) que olha para o quadro e nao percebe porque nao lhe resolvem o problema (era só mudar uma lampada; era só pagar a agua; era só facultarem-lhe um processo)?

isto não eram privilégios extra, logo tinham de manter-se (e até aumentar) caro amigo...

como dizia um outro socialista católico (irra esta expressão até faz eriçar os pelos do nariz por ser tão irracional e ilógico, quase comparavel com o CV de um politico que diz apresenta como trunfos ser presidente de camara, porque foi catequista, menino do coro, beato, presidente de uma casa qualquer, ter formaçao profissional, ser dirigente de colectividades de artesanato e etc.):

«É a vida»!

um abraço a todos os castrenses (mesmo os indefectiveis do Sr. Presidente que nem sempre sao os verdadeiros socialistas, mas isso agora ...)

De Anónimo a 22.04.2010 às 12:04

Este é Isaias mas não é profeta. Então não há já previlégios para os nolvos "Rosas"? Quanto aos "Laranjinhas" que viraram "Rosas" esses tiveram, têm e continuaram a ter sempre que disserem "Amen" com o chefe que, quer, pode e manda, como é seu timbre, sempre que alguém tem opinião diferente da dele.
É preciso conhecê-los, amá-los e ...

De Avé CDR a 30.04.2010 às 18:17

Caro Zé, mais uma vez comento este «post», mesmo correndo o risco de parecer maçador e inconveniente.

Faço-o, nao porque queira acrescentar alguma coisa ás opiniões inscritas por todos os que não concordam com o(a) amigo(a), por um mero imperativo categórico de defesa da minha identidade (apesar de anónima, ou melhor, sob pseudónimo).

Sou enormemente critico da actuação do Sr. Eng.º (isso estou certo que já deu para perceber).

Igualmente sou crítico deste executivo (como o seria de qualquer outro) que se elegeu, prometendo ao povo que iria tudo fazer para corrigir o comportamento daquele Sr. (mais prometendo mesmo correr com ele) e não o fez. E não o fez, creio, somente porque não sabe agir em prol do Povo que o elegeu, mas tambem porque lhe falta verdadeiramente coragem para isso.

Sendo certo que de nada vale vir chorar pelo facto de o anterior executivo ter renovado a comissão de serviço, quando depois se faz bem pior, relativamente aos novos poderes que vão conceder.

Mas a minha resposta (ou melhor novo comentário), prende-se apenas no facto de, na verdade, me terem vindo a atribuir a identidade de um tal FERRADOR e de um tal forçado (corrido) das Finanças.

Lá saberão de quem se trata tal pessoa (por mim desconfio saber quem seja).

Desmenti (talvez tardiamente é certo) tais imputações.

Mas pelos vistos a classe clerical (ou pelo menos demasiado beatificada pró-eng.º e provavelmente companheira do catequista) não percebeu ainda.

Permita-me só mais uma vez e tentarei não maça-lo mais com tais desmentidos.

NÃO, NÃO E NÃO!

NÃO ME CHAMO FERRADOR!

NÃO SOU APOSENTADO (VOLUNTARIA OU COMPULSIVAMENTE)!

NÃO TRABALHEI NAS FINANÇAS, NEM NUNCA FUI FUNCIONÁRIO PÚBLICO.


SIM, SIM E SIM!

Ainda trabalho para viver.

Sou demasiado novo para me reformar/aposentar.

Sou trabalhador no sector proivado e embirro com a possibilidade de me transferir para o público.

Por outro lado, não só é ofensivo a tentativa de me colar a outra pessoa que não seja eu mesmo, como pode originar situações desagradaveis para esse outro.

Não procurem mostrar poderes sobrenaturais, que não têm, tentando advinhar a minha identidade.

Sendo certo que bastaria pensar e conhecer-me um bocadinho para que tal pudesse acontecer.

Mas, pelo menos, uma coisa é certa não serão as pessoas que até aqui se deitaram a advinhar que o farão.

Simplesmente porque surgem de duas classes com as quais simplesmente não me dou.

Jornalistas e Padres (ou Abades).

Sim, porque eu pelo menos nao sou catequista, chefe de coro e de ir a missa.

Apenas um D. Quixote, vestido de Sancho Pança, que na politica considera que "no credo en brujas, mas que las hay, hay".

Um Abraço de um Humilde concidadão que não faz calçado para cavalgaduras...

De Anónimo a 17.04.2010 às 23:04

Caro Zé, ao contrário do que afirmou, este executivo, embora não tenha executado nenhuma obra de interesse público, tomou medidas muito importantes para o Concelho de C. D. e a mais importante foi substituir o engenheiro Ernesto pelo engenheiro Rodrigues, medida que me parece ser fundamental para o desenvolvimento do Concelho. Temos agora um engenheiro mais competente, inovador e mais respeitador da autarquia e dos munícipes. Agora sim, O Concelho de Castro Daire vai desenvolver. E parece-me que foi a única medida verdadeiramente importante, tomada pelo Sr. Presidente, para tratar os Castrenses como parvos.


O nome dele é Ernesto, vulgo Rodrigues

De Abelha a 18.04.2010 às 23:36

Mais um ou uma com dor de cotovelo!.... Tendes que o gramar.

De Anónimo a 21.04.2010 às 13:12

será que este também tem a canalização entupida?

De Carcereiro a 20.04.2010 às 23:34

O eng. Ernesto ou Rodrigues como queiram chamar tem-nos no sítio, enquanto vós sois frouxos e incompetentes. Invejosos é o que sois.... Deixai trabalhar quem o povo lá pôs. O vosso tempo já passou e não volta mais....

De Anónimo a 25.04.2010 às 01:48

Parvos são todos os Castrenses, como tu, que não percebem ou não querem perceber que o Rodrigues é trabalhador e competente. Não tendes ideias nem propostas, foi por isso que o povo vos correu do poder...

De Anónimo a 26.04.2010 às 21:12

Apanhado!! Só existe uma pessoa capaz de elogiar este senhor... ele próprio!! E que boa opinião tem da sua pouco ilustre pessoa..

De Avé CDR a 28.04.2010 às 13:41

Qual é a competência que pode ter uma pessoa que faz rotundas á 3ª e mesmo assim uma vergonha?

Qual é a competência que pode ter uma pessoa que mesmo tendo um artista a dizer-lhe: «olhe Sr. Eng. acho que se fizer como está a mandar isto vai ficar mal» responde: «faça como eu digo, que quem manda aqui sou eu»?

Qual é a competência de uma pessoa que sai corrida do lugar de vereador de uma câmara, para assentar praça noutra como técnico, e de onde já devia ter sido corrido?

Qual é a competência de uma pessoa que ordena a colocação de passeios no meio de vias camarárias?

Qual é a competência de uma pessoa que necessita que, depois de lhe ser pedido educadamente a solução de um problema por ele criado (as rampas de acesso a estacionamento, estão a ver?), apresenta como resposta: o Sr. entre de lado e já não bate com o carro? (ainda bem que podemos entrar de frente ao contrário de outros)

Sinceramente não posso com os tipos que se acham seres todos poderosos e muito inteligentes, quando só conseguem reinar porque os outros não percebem nada do exercício do poder...

E ainda por cima lhe conferem mais poder (depois de andar a prometer que corriam com ele), até sobre os pobres funcionários (muitos mais competentes e profissionais que ele) …
Ainda vamos ver mais prepotência e arrogância e menos profissionalismo e competência.

Oxalá me engane, para bem de todos.

De O Padre da Paróquia a 29.04.2010 às 00:45

Sou habitual comentarista nestes blogs e desde já lhe digo que esse tal engenheiro nem merece a minha simpatia. Não é que me tenha feito mal ou bem. Simplesmente não gosto do senhor. Mas sejamos claros: o homem continua na Câmara, vê-se trabalhar; pode fazer mal, mas faz. Tenho amigos na Câmara e todos me dizem que tem mau feitio, mas trabalha e faz trabalhar. E que eu saiba quem passou à reforma compulsiva nas Finanças foi o ou AVÉ CDR. O senhor ainda não percebeu que anda a remar contra moinhos de vento e ninguém lhe liga? O engenheiro meteu-o em Tribunal ; o Matas meteu-o em Tribunal: a Eulália nunca lhe ligou; o Fernando também não lhe liga; a Judiciária arquiva as queixas anónimas e covardes que lhes faz. O Sr. já viu que parece uma ilha em Castro Daire? Ao menos reze para que o seu tempo passe depressa e lhe aliviar o sofrimento. Que Deus tenha misericórdia de si.

De Avé CDR a 29.04.2010 às 19:11

Reverendíssimo Sr. Padre (se é que o é) permita-me que lhe estenda os meus mais humildes cumprimentos.
Conceda-me também (e muito imbuído no espírito de caridade cristã que me ensinaram na escola) que lhe ofereça a outra face, chamando-lhe “amigo” (é que embirro com o uso de palavras como «companheiro» ou «camarada», mesmo sendo de esquerda)
Assim sendo, é com muita tristeza minha que lhe digo: “ERROU O ALVO”.
Na verdade, não passei á reforma (queria dizer aposentação?), seja ela voluntária ou compulsiva nas Finanças. Isto porque ainda tenho uma actividade profissional (e por muitos anos assim espero) que desenvolvo diariamente. Também nunca trabalhei nas Finanças (nem qualquer lugar da Função Publica, diga-se desde já).
Também ninguém me «meteu» no Tribunal. Nem o Sr. Eng.º (falta-lhe capacidade e inteligência para tanto), nem o falecido Sr. Matias (de quem só ouvi falar e não tive o prazer de conhecer pessoalmente.
A Sr.ª Eng.º Eulália e Sr. Fernando ainda são pessoas bem-educadas, pelo que me vão cumprimentando (sempre que me vêem). Já quanto a outras questões, como nunca me pediram a opinião, logo não lha dei. E por isso não sei se me ligam ou não. Nem tal me interessa!
Anonimato e covardia são “qualidades” que, pelos vistos, compartilho com o prezado amigo (mas não só). Afinal é a coberto delas que nos vamos por aqui digladiando.
Mas fique o Sr. Padre (se é que o é) sabendo que, nenhuma queixa apresentei (seja na Judiciária, seja noutra entidade qualquer) contra o Sr. Eng.º (ou qualquer outrem). Mas se o fizesse certamente não o faria a coberto do anonimato e certamente não seriam arquivadas (já que estamos nisto pelo Ministério Publico que é a entidade competente).
Quanto á necessidade de rezar, peço desculpa mas não o farei, simplesmente por que não necessito de tanto. Já Vossa Reverendíssima…

De Abade de Priscos a 30.04.2010 às 00:17

O Reverendo Padre tem razão. Este AVÉ foi mesmo corrido das Finanças por indecente e má figura. E como tal, habituado que estava a correr com os nossos condiscípulos : um foi para perto de Lamego, pensa que também tem poderes para correr com o eng . Continue a tentar como faz há mais de vinte anos, pode ser que tenha sorte....

De Anónimo a 01.05.2010 às 11:11

Não sabia (mas fiquei a saber) que há uma espécie na fauna local, chamados lambe-cús, que não votam 'pró': votam 'contra'.

Votam sempre contra.

VOTAM, ESPECIALMENTE, CONTRA O POVO.

De dois erros a 02.05.2010 às 17:48

dois erros na opinião deste nosso colega anonimo:

1º - Os que votam contra (nem sempre contra o povo embora conceda que pode acontecer), nao podem ser considerados lambe-cús. Normamlmente esses são a malta dos Améns, mesmo quando daí resulte agravar a consição do POVO.

2º - Mesmo que esteja eu errado, nao deve a malta que vota sempre (pró ou contra) sem pensar pela sua propria cabeça, ser incluida na fauna, mas na flora deste concelho. E até há um nome para esse tipo de gente incapaz de pensar por si mesmo: NABOS.

um abraço

De Upa Upa a 17.04.2010 às 17:55

Gostei bastanto deste post do Sr Zé da Esquina. Contrasta o que o tuga sabe fazer melhor!! Criticar...criticar...criticar! E não interessa quem seja a personagem que estiver no poder.

Eu digo isto porque se formos ver os arquivos deste blog podemos reparar nas criticas do Sr Zé da Esquina feitas ao executivo anterior, mas muda-se a cor politica e continua o mais do mesmo.

O tuga sempre foi assim, e tu Zé, és o tipico Zé...povinho!!lol

De Avé CDR a 14.04.2010 às 18:16

Estimado Zé...

é com simpatia e até divertimento que vou seguindo as suas postagens neste blog.

quase sempre vão as mesmas demonstrando algum acerto e verdade...

porém não é o caso desta...

pelo menos uma medida e duas obras foram implementadas por este executivo...

principais obras:
1) dar aos funcionários ( e não aos que verdadeiramente trabalham para e em prol do municipio) permissão para continuar e até aumentar o pouco proffisionalismo com desempenham as suas funçoes

2) implementar uma verdadeira perseguição a todos os verdadeiros trabalhadores do municipio (aqueles que sem qualquer preocupaçao por quem está no poder sempre executaram zelosamente as suas funções), fazendo-os sentir como algo de dispensável e até intrusivo.

Principal medida:
dotar um (funcionário) reizinho déspota, ignorante e mesmo incompetente de ainda mais poder, a pontos de este se permitir alterar, contrariar e negar abertamente ordens de quem (devia) reger o Municipio e mesmo desconsiderar outros funcionários (mesmo que hierarquicamente abaixo dele) ao ponto de os considerar debaixo das suas ordens.


e isto, caro zé, e amigos castrenses, já é muita obra e medidas a implementar...

um abraço...

De anonimo a 15.04.2010 às 00:02

Invejas. Que se lhe há-de fazer!.... Bota mais um tinto!...

De SECA ADEGAS a 16.04.2010 às 00:03

EU TAMBÉM BEBO!... hi,hi,hi

De Avé CDR a 16.04.2010 às 19:04

Inveja????

de quê????

de ser funcionário (e nao trabalhador)????

graças aos meus paízinhos e a mim nao me preciso de procupar com um emprego fixo, desnecessariamente improdutivo e de remuneração certa....

e note-se, se não ficou claro no comentário anterior, nem todos sao funcionários no Municipio...

ainda há muitos que honram a profissao que tem, lutando e tudo fazendo para que o municipio possa ter uma boa imagem...

pena é que alguns (e são sempre os mesmos) tambem nao o façam...

De Jornalista a 20.04.2010 às 23:39

O Ferrador está em boa forma! lembram-se do tempo em que não havia blogs e ele malhava no jornais no falecido? agora malha nestes... são os que lá estão... na próxima vez malha nos que lá estiverem...

De Avé CDR a 30.04.2010 às 10:14

Como fiz na resposta ao Sr. Padre da Paróquia, deixe-me que lhe diga, Caro(a) Jornalista que deve ser dado a AVÉ CDR o que é de AVÉ CDR e ao FERRADOR o que é do FERRADOR.

Primeiro um mea culpa, pois se lhe tivesse logo respondido, dificilmente outros falhariam o alvo das suas críticas. Não sou o dito FERRADOR.

Depois um alerta (a si e aos outros) basta ler o comentário de 16 de Abril, para perceber que não podia ser esse FERRADOR (porque pelos vistos esse estaria aposentado da função pública (e eu continuo activamente produtivo, com uma profissão e nao pública). Daí não lhe ter respondido antes...

Em terceiro lugar, apenas lhe respondo por uma questão de defesa desse mesmo FERRADOR (sem que ninguem me tenha encomendado o sermão é certo), para que ele não venha a ser injustamente acusado daquilo que é da minha autoria.

E já que andamos nisto explico a minha assinatura (AVÉ CDR).

De modo algum é tal expressão tipica da minha profissão (não sou clérigo), nem da minha religião. É apenas uma expressão de rendida homenagem (avé) a uma terra que acarinho e que prezo (Castro Daire (CDR)).

Um abraço...

De maria silva a 16.04.2010 às 12:41

De facto têm sido grande a preocupação do sr.presidente com este município, basta ver a entrevista que deu ao jornal da escola sec/3 de castro daire. quando lhe foi perguntado o que é que o concelho pode oferecer aos jovens, no campo do emprego,resposta muito tranquilizadora e encorajante: "Vamos ver se as entidades empregadoras locais( zona industrial) têm postos de trabalho disponíveis para os jovens."
como, sr. presidente?????????? importa-se de repita por favor???????????? então e todo o plano empreendedor e dinâmico que prometeu para o concelho, que contemplava a criação de 1001 coisa.
vem agora com o eufemismo da "zona industrial"?????.
só faltou acrescentar: lamento rapaziada, mas os lugares que são criados têm um requisito funamental
para admissão de pessoal: serem da família ou amigos que muito contribuiram para eu aqui chegar.E ainda teve a ousadia de ter afirmado que a sua prioridade são os jovens???????????????
Outra fantástica foi ter afirmado que nas escolas cada ano tem a sua sala, diferente do seu tempo em que o ensino era com anos diferentes na mesma sala. Isso é que é um conhecimento das escolas do concelho, parabéns ao seu vereador da educação!!!!!!
Gostei sobretudo da frase " Irei gastar cerca de 1 milhão e 300mil euros" Agora sei por que votaram os eleitores no sr. é que ele iria ser um mecenas do seu concelho, gasta por conta própria.
Ficámos a saber coisas interessantes: o sr. vai diferenciar os escalões da Acção Social Escolar, agora pasmem, porque ele sabe que há pessoas que fogem " isto tudo porque fui funcionário da Segurança Social"!!!!!!!!!!!
Mas a pérola do sr presidente está na resposta" Mas eu não quero estar cá eternamente, oito aninhos(dois mandatos) e depois vem outro."!!!!!!!!!!!!!!!!!!
esta deixa qualquer um sem palavras.

De Antero a 16.04.2010 às 23:40

Oxalá que estes jovens sejam melhores cidadãos do que este político! Que não "agarrem "este péssimo exemplo como justificação para se alhearem da política! Eles são uma forte esperança, (das poucas ), que nos restam.

De Anónimo a 17.04.2010 às 23:16

De AEC

Cuidado, D. Maria Silva, com a linguagem que utiliza. Se for muito elaborada o Sr. Presidente pode não entender. Sim, porque eu tenho a certeza que um dos passatempos preferidos deste executivo camarário é ler o 4 esquinas.

Comentar post


Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2010

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930


Calendário


Posts mais comentados


Farmácias de Serviço