Sábado, 10 de Agosto de 2013

CANDIDATOS ...

Os Socialistas apresentam uma lista com mais do mesmo, ou seja nada de novo. O que já não é de estranhar.

O líder constituiu a lista à base de imposição, tendo recorrido à grande maioria dos candidatos de 2009, perdendo no entanto o seu número dois, ou seja, perdendo o grande vencedor das eleições de 2009. O actual vice-presidente valeu, no mínimo 1/3 dos votos conquistados pelos Socialistas.

Vamos esperar para ver como será a 29 de Setembro, sabendo-se que a lista foi formada sem cumprir a lei da paridade, um factor que muito poderá contar no tocante aos votos da comunidade feminina, assim como não tem a melhor distribuição geográfica em termos de candidatos, pois nos sete elementos efectivos possui cinco da Freguesia de Castro Daire. Aguardaremos para ver para que lado vai pesar os 47% dos reformados do Concelho, assim como os 13% que vivem do RSI, sabendo nós que o candidato número um desta lista faz desse tema alarde e ainda, por incrível que pareça, consegue convencer os menos esclarecidos que foi ele e/ ou a sua cara-metade que arranjaram essas benesses.

É o lado tenebroso da politica chegando ao ponto de lançarem um comunicado, para a opinião publica, a apelidar o candidato do PSD de travestido, pois apresenta-se com o nome “artístico” de Luís Alberto Aveleira quando foi baptizado com o nome de Luís Alberto Costa Pinto, mas fazendo-se o mesmo ao apresentar “artisticamente” o candidato como Fernando da casa do povo em vez de o fazer com o nome verdadeiro de José Fernando Carneiro Pereira.

Será que a opressão, dizendo aos Presidentes das colectividades do Concelho para estarem obrigatoriamente presentes no encerramento dos jogos desportivos com a ameaça de não receberem o subsídio de participação vai resultar?

Ou resultará a mentira contada em Vila Franca de que o actual vice presidente da Câmara não fazia parte das listas por vontade própria?

Estou em pensar que não. Pois embora só existindo cerca de 6% de licenciados no Concelho, temos uma comunidade que dificilmente se deixa enganar duas vezes pelos mesmos.

Os outros elementos, são a voz do chefe, conseguindo o candidato em segundo lugar o almejado troféu pelo qual tanto lutou, mesmo que por várias vezes tenha pisado tudo e todos, governando a seu belo prazer durante quatro anos sem que para tal tenha sido legitimamente leito.

O terceiro elemento lá se manteve, mesmo no fio da navalha e depois de algumas outras mais-valias não terem aceitado o convite. Durante quatro anos nada de novo acrescentou para o desenvolvimento do Concelho, continuando, para a grande maioria, um desconhecido.

O quarto, entra de novo para as lides da política, não acrescentando, na minha opinião, nada de novo, pois embora nunca tenha pertencido a qualquer lista política, sempre viveu à sombra da mesma, conseguindo sempre passar entre os pingos da chuva sem se molhar e jogando sempre no “time” mais conveniente. Apesar da primeira-dama se vangloriar dizendo que foi uma jogada de mestre feita pelo marido, a mim parece-me mais uma jogada de desespero de alguém que farto de levar nãos se agarrou a tem tinha mais à mão.

O quinto elemento, neste caso uma figura feminina, muito sinceramente e sem qualquer menosprezo pela candidata é caso para perguntar: O que vem acrescentar de novo? Espero para ver, pois não a conheço nem dela tenho qualquer informação fornecida pelo partido nas redes sociais.

O CDS apresenta como cabeça de lista o actual presidente da Concelhia Castrense o qual, nesse cargo, teve trabalho árduo, mas meritório, para revitalizar o partido, que herdou esfrangalhado e a valer pouco mais de seiscentos votos, tendo conseguido agregar a família do CDS e ainda captado alguns descontentes de outros partidos e independentes.

Como segundo, apresenta um dissidente do PS, obrigado a sair devido à “ditadura” partidária e que poderá ser uma mais-valia para o partido, pois além de captar alguns amigos também poderá representar todos aqueles que de uma forma ou outra estão descontente com os socialistas. Quer-me parecer que poderá funcionar um pouco, embora em menor escala, como a situação ocorrida há 4 anos com o actual vice-presidente da Câmara, quando tocou os “laranjas” pelos “rosa”.

Em terceiro lugar uma jovem de Mouramorta, que poderá contabilizar os votos da zona serrana e ao mesmo tempo demonstrar que os Centristas estão a reformular o partido e a querer injectar no mesmo, sangue novo.

Em quarto lugar um advogado da nossa praça, que, não sendo natural do Concelho aqui montou arraial e cá exerce a sua profissão. Conhecido por dizer com frontalidade aquilo que pensa, mas sempre com a ponderação própria de quem exerce a referida profissão, poderá ser uma figura importante no seio do CDS, captando votos de todos aqueles que fartos dos políticos “profissionais”,vêem nele uma figura respeitada e talvez no futuro o possamos ver a desempenhar funções mais relevantes no que a autárquicas diga respeito.

Em quinto lugar mais um Castrense com provas dadas no associativismo, concretamente ao liderar durante alguns anos de forma dinâmica e empenhada a Associação do Bairro do Castelo.

Contrariamente ao que tem acontecido em eleições passadas, creio ser uma lista que poderá ter uma palavra a dizer no futuro executivo, com a vantagem de não ser constituída por políticos ávidos de poder nem a necessitarem da política para se autopromover ou até, como alguns outros, para sobreviver.

A lista do CDS é, na minha opinião, uma lista a merecer credibilidade e uma oportunidade dos Castrenses

Os Sociais-democratas, com uma lista que não me parece ser de primeira escolha, irão fazer pela vida, mesmo sabendo-se que o líder não tem consistência dentro do partido nem conseguirá agregar toda a família PSD, podendo mesmo gerar-se um conflito de interesses partidários entre os candidatos à Camara e os “barões” que fazem parte da lista à Assembleia Municipal.

A favor o facto de os candidatos estarem razoavelmente bem distribuídos geograficamente e de nunca terem estado no executivo camarário não se podendo por isso, e neste aspecto, fazer um juízo politico.

Contra o facto de alguns deles desempenharem ou terem desempenhado funções políticas, concretamente em Juntas de Freguesia e pelos erros cometidos estarem um pouco desgastados perante a opinião pública. Também não joga a favor o facto do candidato a Presidente ter sido nos últimos anos o principal empreiteiro das obras camarárias, algumas de má memória, como o Parque Urbano entre outras.

Também não me parece de bom-tom andarem em campanha falando mal de tudo e todos, mais parecendo concorrerem como vingança pessoal a alguém e não com o sentido de cidadania que a ocasião impõe e merece. Aliás esta situação parece-me comum entre os candidatos do PSD e do PS.

Falando mais detalhadamente sobre os elementos desta lista direi que o candidato a presidente criou alguns anti-corpos nos anos que passou como presidente da Junta de Freguesia de Pinheiro, o segundo, e por aquilo que tenho escutado junto das minhas esquinas, é uma imposição do primeiro, a terceira foi recrutada na vila de Mões para tentar dividir os eleitores daquela localidade e desse modo fragilizar o candidato socialista daquelas bandas, o quarto salta de contente por ter conseguido atingir os objectivos com que sonha desde pequenino e o quinto aceitou ser candidato porque, segundo o próprio afirma, o actual executivo da Câmara não lhe encomenda nenhum serviço vai para quatro anos.

Por último a lista da CDU, que apresenta a mesma candidata de 2009, que valeu ao partido cento e poucos votos, sendo que este ano poderá esse número vir a ser aumentado com os votos dos descontentes do PS e que, eventualmente, poderão querer votar mais à esquerda.

Uma candidata mais conhecida do público que nas últimas eleições, pois nos últimos anos além de ter pertencido à Associação de Pais também colaborou de forma eficaz e desinteressada com a loja de beneficência.

Louvável a sua atitude e daqueles que compõem a sua lista, mas acima de tudo pela persistência dando desse modo mais uma alternativa a todos aqueles que se preocupam em cumprir o seu dever cívico de votar.

Dos restantes elementos, e porque não os conheço, terei que escrever o mesmo que escrevi ao referir-me ao quinto elemento da lista do Partido Socialista.

Em cá continuarei, nas minhas esquinas, escrevendo, enquanto entender que por terras de Castro Daire a democracia há muitos anos que hibernou e esperando que a mesma saia da letargia em que mergulhou, para que eu possa festejar uma segunda edição do 25 de Abril, já que não tive a oportunidade de festejar a primeira.

 

Zé da Esquina

publicado por Zé da Esquina às 14:48
link do post | comentar | favorito
|
34 comentários:
De É verdade a 21 de Agosto de 2013 às 13:11
A mostra foi um sucesso... Caro amigo, a data não foi mudada, tu devias ser mais um daqueles que nem sequer sabia que a mostra exista, como se ouviu no recinto da mostra.
É bom sinal falares...não te preocupes não são as festas que ganham eleições, mas o porta a porta!


De Oportuno a 21 de Agosto de 2013 às 00:21
Os candidatos do PSD não estão preocupados com as vereações a meio tempo ou a tempo inteiro...são pessoas de valor e com vontade de mudar o desnorte a que o concelho está "votado" trabalhando e mostrando o que valem. O atual tem sim 3 vereadores a tempo inteiro (sendo ilegal!!) sendo que um deles andou mais de 15 meses sem fazer nenhum e a lesar o erário público... até nisso são comilões!!


De Anónimo a 21 de Agosto de 2013 às 00:05
Grande adesão na mostra Castro Daire.
Novo espaço, novas atrações = sucesso.
Pena foi ter mudado de data e por isso prejudicar algumas festas nas aldeias.


De Observador a 16 de Agosto de 2013 às 16:21
Zé muito se tem ouvido falar da questão da lei da paridade nas listas que agora são do domínio público e pelos vistos nem todos a cumpriram...ouve-se por aí que o psd só cumpriu a lei da paridade para financiamento da campanha...será que este mesmo partido fará a jogada de mestre que o Carneiro fez há quatro anos atrás?? O líder já afirmou que no seu executivo caso seja eleito só terá 3 vereadores a tempo inteiro...mas ao que consta o 4 elemento da lista anda descontente com a possibilidade de ficar a meio tempo( nada de novo pois já o pratica na junta de freguesia a que preside...)...é bem verdade que toda a gente o vê a desdobrar-se em simpatias e atenções com o líder e constantemente a falar mal dos restantes elementos da lista, mas será que conseguirá convencer o mesmo que é leal e confiável, quando sabemos bem que quem queria no lugar do Aveleira era o seu amigo de longa data Zé Carlos e que subtilmente conspiram contra ele?? Ora se este fosse o candidato ele seria o vice...agora relegado para 4 plano e com a certeza de uma meia vereação...ou irá continuar a jogar, pois é um estratega nato e com sede de subir na vida, custe o que custar?? Será que conseguirá convencer o líder a inverter posições?? Ao que parece o Líder é homem de palavra, vamos ver o desfecho deste enredo...


De Anónimo a 16 de Agosto de 2013 às 20:32
Se fosse em segundo ainda era eleito vereador da oposição, em quarto não tem nenhuma hipotese. Acabou de fazer o funeral à sua carreira politica. Saber esperar também é uma virtude.


De Curioso a 17 de Agosto de 2013 às 00:13
Curioso... É apenas o número 4, não tem nenhuma hipótese de ser eleito! Mas se assim é, porque lhe dão tanta importância? Faz-vos sombra não é!!!


De comentador a 16 de Agosto de 2013 às 22:29
As coisas que tu sabes... ou não! Falem verdade e façam uma campanha limpa. Quanto mais mentem mais o PSD sobe...
Força Aveleira


De Intruso a 20 de Agosto de 2013 às 10:20
Andas a observar mal. Então não há já 3 vereadores a tempo inteiro? Principalmente as pessoas do Vale do Paiva não foram enganadas há 4 anos? Ou foi jogada de mestre?


De comentador a 20 de Agosto de 2013 às 15:38
No PSD as coisas estão bem claras. São eleitos 3 vereadores dois deles a meio tempo. Não estão a enganar ninguém como o fez o carneiro 4 anos atrás.
Não é com campanha pela mentira e pelo medo que o PS ganha. Já agora o que vai prometer desta vez o carneiro? Tem margem para prometer seja o que for? Não me parece. A única coisa que pode prometer é festas e empregos para os familiares...


De jose a 21 de Agosto de 2013 às 11:32
Força Carneiro...Os cães ladram e a caravana passa...


De Anónimo a 14 de Agosto de 2013 às 11:25
Mais uma vez o Governo confirma que a ETAR de Ponte Pedrinha, em Castro Daire, não possui licença para a descarga de águas residuais e está a lançar poluição no Rio Paiva.
Em resposta a uma pergunta dos Verdes no Parlamento, o Gabinete do Ministério da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território, informou que “Actualmente a Câmara Municipal de Castro Daire não possui licença para a descarga de águas residuais da ETAR de Ponte Pedrinha. O pedido para emissão de licença de descarga encontra-se suspenso, pois os resultados da qualidade do efluente tratado ainda não são satisfatórios. A APA (Agência Portuguesa do Ambiente) tem reiterado junto da Câmara Municipal de Castro Daire, a necessidade de serem implementadas medidas complementares de forma a melhorar a eficiência do sistema de tratamento instalado.”


De Anónimo a 13 de Agosto de 2013 às 18:07
Não me parece que qualquer uma das listas tenha força e sustentação, mas de mal o menos.Á 4 anos ouvi dizer, pouco tempo depois de terem tomado posse, a seguinte frase "ai é assim para a próxima não vão lá" e ainda tinha passado pouco tempo. Agora espero que as pessoas tenham aberto os olhos, pois já tiveram tempo suficiente para pensar. Se estes n
ao interessam, vemos lá colocar outros e se, os próximos não interessarem, nas próximas eleições decidiremos, não podemos é cometer sempre os mesmos erros, os partidos são sempre os mesmos mas as pessoas não, vamos tentar descobrir quem defenda dos nossos interesses, por isso não podem ser os mesmo. Isto para dizer que algumas pessoas (ou familiares) quando chegam a algum lado acham que podem mandar em tudo ou em todos, mas quem manda é o povo, somos todos nós, não nos podemos deixar intimidar, porque eles não são ninguém, não nos podemos deixar enganar ou ir com chantagens, porque eles não são ninguém, vamos dar oportunidade a outros e mostrarem o que valem.


De Anónimo a 13 de Agosto de 2013 às 15:02
Como é que o 2º da lista do PS seria capaz de organizar outra coisa a não ser festinhas e barraquinhas já que não tem capacidade para outra coisa?
Já no liceu diziam os colegas que sobreviveu às custas de copiar pelos outros.
O 1º da lista do PSD é uma pessoa com a cultura acima da média e escreve "ileições" em vez de eleições. Qual será a fonte da sua sabedoria? Tenho que me manter afastado dela...
Falta-lhes cultura, mas não esperteza com esses seus salários acima da média para o cargo e qualificações que possuem conseguidos à custa de enganar os outros. Não esquecer que os anteriores eram como estes. O ciclo está viciado e não muda.


De abel leira a 13 de Agosto de 2013 às 08:55
Dizer que o aveleira é que tem uma cultura acima da média e o dr. Abilio.não sabe nada é para rir! Dizer que o dr abilio nao faz nada e que os da lista do psd é que são uns trabalhadores natos é talvez para chorar! Eu sei tocar ferrinhos, isso chega para ser um intelectual?! Quem conhce o aveleira (são poucos) sabe que não tem qualquer perfil para o cargo para que se candidata. Perguntem às pessoas da freguesia dele!


De Espertalhão a 13 de Agosto de 2013 às 14:16
Continua a politica do carneirinho de atacar o Luís por tudo e por nada. É porque a empresa deu falência, é porque deve ao fisco é porque deve aos fornecedores e empregados. O homem está mesmo na lama... Agora já nem cultura tem! Uma pessoa que esteve ligado ao teatro, ao associativismo, membro de uma tuna, ligado à ação social, ao empreendedorismo, etc... e mesmo assim não tem cultura! FALEM VERDADE. Relativamente ao Dr. Abilio penso que é uma questão lerem o que escreveu o Dr. Abilio o o Luís. Elogios mútuos.


De Vila Franca a 12 de Agosto de 2013 às 23:58
Quero deixar umas notas que têm a ver com o texto do post e não com as «desvianças» dos comentários. Não colhe essa do Vice não fazer parte de listas por opção do mesmo, pois é notório que o seu percurso foi desastroso a tal ponto que levou a que nenhum partido optasse por ele. Até à data nenhum partido afirmou que lhe tivesse feito convite.
O presidente como justificará os 15 meses que lhe pagou um vencimento de luxo sem trabalho que o justifique?
Haverá algum acordo de silêncio que só quebrará mais tarde? Não valerá de muito pois como diz o ditado, « ralham os compadres, vêm-se as verdades!» E muitas já vieram à tona! Foi mau para os dois, mas deles ninguém terá pena; já do Concelho ...


De Avé CDR a 12 de Agosto de 2013 às 23:50
Caro(a) Zé
Acho que será um contributo interessante a visita a este link: http://ave-cdr.blogs.sapo.pt/11554.html


Comentar post

contador de visitas
online

.Calendário

.Posts Editados

. O POVO DECIDIU. DEMOCRACI...

. ELEIÇÕES AUTARQUICAS 2017...

. FIM DA DITADURA

. SONDAGENS (RESULTADOS)

. TEMOS PENA

. CEGUEIRA

. SONDAGENS

. LISTAS DE CANDIDATOS

. CANDIDATOS

. AVANÇAMOS OU CONTINUAMOS ...

.Arquivo

.Farmácias de Serviço

blogs SAPO

.subscrever feeds

.mais sobre mim