Segunda-feira, 3 de Dezembro de 2012

CONCURSOS-Que mais faltará inventar?

“Os Verdes” estranham o concurso público para o recrutamento de um técnico superior, para exercer funções na Divisão de Desenvolvimento Social, Cultural e Humano em Castro Daire. Sobre a matéria emitiram um comunicado que transcrevemos na íntegra. Comunicado «No passado dia 2 de Agosto, o Colectivo Regional de Viseu do Partido Ecologista “Os Verdes” lançou um comunicado, no qual considerava como muito estranha a abertura de um concurso público para o recrutamento de um técnico superior de museologia, pela Câmara Municipal de Castro Daire. Não pela necessidade do preenchimento do referido lugar de museólogo, mas pelas habilitações exigidas: “Licenciatura em Ensino de Estudos Portugueses e Ingleses”. Normalmente, os concursos públicos para a admissão de técnicos superiores de museologia têm como requisito licenciaturas em História, História da Arte, Património Cultural, Arqueologia, Antropologia, complementadas com pós-graduação, mestrado e/ ou doutoramento, nestas áreas especificas. Ora, o PEV, assim como muitos munícipes, não entendeu como uma licenciatura em Ensino de Estudos Portugueses e Ingleses pudesse caracterizar, seja de que maneira for, o posto de trabalho de museólogo. Era como na abertura de um concurso para um técnico superior de medicina fosse exigida uma licenciatura em história da arte. Perante o referido concurso, publicado no Diário da República a 26 de Julho de 2012, revestido de muita subjectividade, o PEV considerou que, de forma a dignificar os trabalhadores, a profissão de museólogo, os museus, a cultura, a instituição Câmara Municipal de Castro Daire e os próprios munícipes de C. Daire, este concurso deveria ser cancelado, conforme posteriormente veio, de facto, a ocorrer. No entanto, estranhamente, no passado dia 9 de Novembro, foi publicado no Diário da República o Aviso n.º 15107/2012, para a abertura de um concurso público para o recrutamento, pela Câmara Municipal de Castro Daire, de um técnico superior para exercer funções na “Divisão de Desenvolvimento Social, Cultural e Humano”, sendo que a habilitação exigida é, mais uma vez, a licenciatura em Estudos Portugueses e Ingleses. Mais refere o Aviso n.º 15107/2012 que apenas poderá “ser candidato ao procedimento quem seja titular das habilitações literárias exigidas” não sendo “permitida a substituição da habilitação exigida por formação ou experiência profissional”. O mesmo aviso refere ainda que este concurso teve “deliberação favorável tomada na reunião extraordinária da Câmara Municipal, realizada no dia 16 de Fevereiro de 2012 e da Assembleia Municipal, tomada na sua sessão ordinária de 24 de Fevereiro de 2012”. No entanto, quer nas atas da Câmara Municipal quer nas da Assembleia Municipal de Castro Daire não há qualquer referência à abertura de um concurso para o recrutamento de técnico superior ligado à licenciatura de Estudo Portugueses e Ingleses. Com efeito, refere-se apenas a necessidade de contratar seis técnicos superiores das áreas de engenharia electrotécnica e engenharia civil, arquivo, museu, enfermagem e nutricionismo, estas últimas quatro áreas integrando a “Divisão de Desenvolvimento Social, Cultural e Humano”, segundo o organigrama dos serviços municipais de Castro Daire. Perante esta situação, manifestando uma vez mais a sua estranheza face a esta insólita situação, o Colectivo Regional de Viseu do Partido Ecologista considera que, para dignificar a Câmara Municipal de Castro Daire, a carreira pública, os demais agentes políticos e os próprios munícipes de C. Daire, a Câmara Municipal deverá: - Justificar publicamente o porquê da insistência específica nas habilitações exigidas e, adicionalmente, - Esclarecer quais as funções efectivas a desempenhar pelo respectivo técnico superior na própria Divisão de Desenvolvimento Social, Cultural e Humana.»

Publicado por “VISEUMAIS.COM” EM 29-11-2012


Zé da Esquina

publicado por Zé da Esquina às 14:46
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Anónimo a 4 de Dezembro de 2012 às 19:40
acho muito bem que se denunciem as trafulhices destes tipos, ainda bem que há gente que está atenta e informa o pessoal, porque os que tem o rabo preso nada dizem


De Anónimo a 3 de Dezembro de 2012 às 22:27
Toda a gente sabe para quem é esse concurso, agora já não é "preciso" museóloga,porque o concurso foi anulado mas sim, técnica superior para exercer funções na “Divisão de Desenvolvimento Social, Cultural e Humano”,!
Este executivo nada faz para o desenvolvimento do concelho, nada faz para satisfazer as reais necessidades deste, limitando-se aos interesses pessoais dos próprios e de pessoas(muito poucas) que eles pensam lhes ser útil em termos pessoais ou eleitorais,
Mas graças a esta postagem fiquei mais animado em relação ao futuro do nosso concelho, porque até aqui pensava não existir oposição em defesa dos interesses do concelho, mas pelos vistos existe esta alternativa que tem feito algo, dentro das suas limitações, uma vez que não têm assento no executivo nem na assembleia, o partido ecologista "os verdes". é Um voto útil a pensar, é o único partido a fazer algo até agora contra as atrocidades deste executivo!


Comentar post

contador de visitas
online

.Calendário

.Posts Editados

. PELOUROS

. G.A.P.

. TOMADA DE POSSE

. O POVO DECIDIU. DEMOCRACI...

. ELEIÇÕES AUTARQUICAS 2017...

. FIM DA DITADURA

. SONDAGENS (RESULTADOS)

. TEMOS PENA

. CEGUEIRA

. SONDAGENS

.Arquivo

.Farmácias de Serviço

blogs SAPO

.subscrever feeds

.mais sobre mim