Quarta-feira, 9 de Dezembro de 2009

RELEMBRAR !!!

Trinta e cinco dias após a tomada de posse da vereação camarária, composta por maioria P.S., o blogue 4 esquinas quer através deste post relembrar a todos os munícipes as promessas eleitorais feitas durante a campanha pelos vencedores.

 

Eis o manifesto eleitoral do Partido Socialista:

 

·        Gerir o Município com rigor, seriedade, transparência, dinamimo e competência.

·        Tratar todos os habitantes do concelho com igualdade, sem proteccionismos nem favoritismos. Aproximar os serviços das pessoas.

·        Dar prioridade á construção do Centro Escolar da vila de Castro Daire.

·         Dar prioridade ao saneamento básico das povoações.

·        Cujó e São Joaninho, com estruturas de saneamento básico feitas á dez anos, terão da nossa parte uma resposta imediata. Baixar os impostos e taxas municipais

·         Apoio á natalidade:

Ø  Vamos criar o programa “Enxoval do Bebé”, 500 € por cada criança nascida no concelho de Castro Daire e de casais residentes em Castro Daire.

·        Melhorar a iluminação pública.

·        Construir e requalificar estradas que aproximem localidades.

·        Construir caminhos agrícolas.

·        Construir e conservar estradões florestais.

·        Reorganizar o trânsito na vila de Castro Daire.Criar espaços de     estacionamento na vila de Castro Daire.

·        Proporcionar o crescimento da vila, a nascente da Av. Maria Alcina e a poente da rotunda Maria Alcina.

·        Requalificar o jardim municipal e a parte histórica da vila.

·        Desbloquear as obras da vila, sede do concelho.

·        Cooperar e apoiar:

Ø  Associações humanitárias; IPSS e paróquias; Associações desportivas culturais e recreativas; Grupos de música tradicional; Bandas de música; Associações de agricultores e florestais; Clubes de caça e pesca; Grupos de teatro; Artesanato; etc.

 

A juntar a estas promessas muitas outras foram feitas verbalmente durante a campanha, tais como:

 

·         Adquirir materiais, para a feitura das obras, aos comerciantes de Castro Daire.

·         Mudar de lugar a feira quinzenal.

·         Acabar com o despesismo exagerado.

·         Criar em Castro Daire uma loja do cidadão.

 

Este post tem como objectivo avivar a memória de alguns, principalmente daqueles que podem vir a padecer de “amnésia” depois de terem atingido os seus objectivos.

 

Eu, cá continuo, na minha esquina, atento ao desenrolar dos acontecimentos, sempre preocupado com o desenvolvimento desta terra, apesar de saber que “Roma e Pavia não se fizeram num dia”!

 

Zé da Esquina

publicado por Zé da Esquina às 22:09
link do post | comentar | favorito
|
31 comentários:
De António a 17 de Dezembro de 2009 às 10:24
Afinal os dois rapazes e a ex-Vereadora são todos do Gap?
Não será gente a mais? Isto promete!
Para quem "cantava " tão alto e parecia um Super-Star, está a desiludir-me por completo.


De Celeste a 17 de Dezembro de 2009 às 12:27
Só agora é que acordaste, António?
Ouvi na Casa do povo dizerem tão mal desse coveiro e agora andam com ele ao colo! Convinha-lhe na altura para chegarem aos seus objectivos: O Poder, talvez agora tenham que pagar a alguns, que se prestam a isso, para dizerem bem deles. É uma festa.


De AEC 2009 a 14 de Dezembro de 2009 às 23:40
Gostaria de saber porque é que o senhor presidente da Câmara ainda não respondeu aos professores das aec`s quando pediram uma reunião relativamente aos seus contratos de trabalho porque segundo sabemos não nos querem pagar os feriados, férias e tudo o que um contrato de trabalho tem direito, esse senhor trabalhou na segurança social e os professores merecem mais respeito,


De Cobrador de Promessas a 15 de Dezembro de 2009 às 13:54
Não haja ilusões, depois de lá estarem são TODOS IGUAIS.
Mais valia ficar quem lá estava, pois com esses já sabiamos com o que contavamos.


De Do contra a 13 de Dezembro de 2009 às 23:00
È de lamentar que o "nosso" Presidente de Camara não tenha gente da confiança dele sem serem os elementos da familia, visto os cargos politicos que estao a ser ocupados estão a ser preenchidos por familiares. Um dos elementos ainda se lhe dá o beneficio da duvida por o mesmo se encontrar desempregado, agora o outro para alem de ser Brasileiro, nem residia cá, nem votava cá, nem ninguem o conhece a não os familiares do Sr. Fernando pois tem o estatuto de genro, genro este que comenta-se que tinha uma vida fulgada em Lisboa e vem ocupar o lugar de alguem do concelho ou por outro lado vem ocupar o lugar que nunca ninguem ocupou pois nunca estiveram tres elementos no GAP, mas serão estas as primeiras medidas de contenção de custos...


De tito a 13 de Dezembro de 2009 às 11:44
De tito a 16 de Outubro de 2009 às 23:37
Meus amigos(as), gerir uma câmara municipal não é o mesmo que gerir uma repartição da segurança social, esta tem moldes próprios que têm que ser seguidos, já para gerir uma câmara e preciso mais, muito mais, vamos dar o beneficio da duvida e ver do que o Sr. Fernando e capaz, há muito trabalho para fazer, mudar manias e hábitos de alguns que trabalham na câmara, desenvolvimento para o nosso conselho, a promessa de fazer um quartel novo para os bombeiros… vamos esperar, candidaturas do POPH que tem uma oferta alargada de projectos que tanta falta nos faz. Sr. Fernando será que vai estar a altura??? Vamos esperar…

Depois deste post já passaram dois meses, e o que é que melhorou? Nada! Pelo contrario piorou e muito, (o facto de trazer o genro que nem do conselho é ninguém viu e ninguém conhece, perdeu pontos muitos pontos), Sr Fernando ainda há pessoas para que as palavras valem mais do que o dinheiro, porque prometeu o que sabia que não podia cumprir? Ou será que o Sr. Nunca acreditou que podia ganhar a câmara e meteu os pés pelas mãos, o problema é que as pessoas têm a memoria curta, nos vamos andar por ai e enquanto o ZE publicar os nossos comentários, nos vamos desabafando.


De américo a 13 de Dezembro de 2009 às 16:32
Parece-me que as candidaturas ao POPH já estavam feitas. Pelo menos começou há dias uma que já estava aprovada há alguns meses segundo a empresa. Agora que faça outras, pois com tudo da mesma cor isto tem que render. Não é só pros netos.


De Anónimo a 11 de Dezembro de 2009 às 14:53
A post trás um assunto sério a ser discutido. Eu como muitos jovens quase a tentar entrar para o mercado de trabalho, pois hoje em dia é muito difícil, mais difícil será conseguir isso em Castro Daire, se não houver desenvolvimento económico. E esse desenvolvimento terá que ser uma preocupação da câmara para evitar a desertificação. Agora pergunto se já adiquiriram algo , a preferência foi para comprar em Castro Daire?
Antes que venham para aqui com futilidades , digo-vos que não sou parente de nenhum comerciante, nem de empresário nenhum, meu pai é agricultor e minha mâe é empregada de limpezas . Fiz questão de explicar isto,antes que alguém venha responder que o que eu quero é tacho, pois, pelos comentários que foram feitos a maior preocupação destes comentaristas é tacho, como se isso fosse o desenvolvimento de Castro Daire! Leram o Post? São de Castro Daire? Parece que não . Tanto há a fazer para Castro Daire sair dos ultimos lugares do ranking dos Concelhos menos desenvolvidos, para isso basta haver vontade de quem governa e dos próprios castrenses, a não ser que queiram vossos filhos longe de vós, longe da terra que os viu nascer, sendo isto que querem, continuem com vossos comentários fúteis em vez de dizerem o que pode ser feito, e a câmara que faça como os que estiveram antes, em que alem do dinheiro mal gasto em obras desnecessárias o material era de preferência comprado fora do Concelho, conforme foi dito no célebre debate na rádio local...


De aníbal a 11 de Dezembro de 2009 às 16:54
Foi mesmo dito isso na Rádio? Parece-me que vários comerciantes de Castro Daire não tinham assim tanta razão de queixa. Mas não tenham ilusões , a pobreza do Concelho está nos rendimentos mínimos que o PS bem aproveitou; está na falta de trabalho e produtividade, este estado de coisas interessa a alguém, não sei a quem , mas em breve saberemos! De uma coisa podem estar certos: não é o apoio social que cria desenvolvimento; pelo contrário só há problemas sociais porque não há desenvolvimento sustentável. Não são 1000 euros para cada bébé que nasce que alteram a situação sócio-económica da família em causa. O abono de família, o subsídio à natalidade (de nascimento), de acordo com a situação do agregado familiar cumprem essa tarefa. Não vale a pena criar mais dependências. Aos 6 anos exigirão da câmara outro subs´dio, a0s 10 outro e por aí fora!
Já agora valia a pena conhecer os concursos da câmara nos últimos anos. Para sabermos se algumas empresas se queixam sem razão ou com ela. Pelo que pude ler das contas de Gerência do Município, até 2008, concluí que muito dinheiro ficou no Concelho.
É importante informarmo-nos antes de falarmos.


De Anónimo a 11 de Dezembro de 2009 às 17:47
Concordo consigo em quase tudo o que disse. esses subsidios deveriam ser aplicados no desenvolvimento de modo a criar postos de trabalho.
finalmente alguém disse alguma coisa de interesse e a sua opinião para uma melhor reflexão para que todos os fundos sejam melhor aplicados em prol do Concelho de Castro Daire, meus parabéns!


De Fifas a 11 de Dezembro de 2009 às 18:19
É sempre bonito ler um texto de um filho de um agricultor e de uma senhora empregada de limpeza. Com é sempre agradável ler textos sérios, analíticos e interessantes do ponto de vista das ideias nele contidas. No entanto, nem o «menino» deste comentário, nem os posts que têm saído acrescentam nada aos interesses das pessoas do nosso concelho. Tudo isto vai servindo nos entreter! De sério não têm nada! O Presidente da Câmara e os Vereadores não ligam nada ao que se diz! E sabem porquê? Porque quem escreve também não sabe do que escreve a grande maioria das vezes! Portanto, isto é só para «entreter a rapaziada»!
Um Bom Natal


De Anónimo a 11 de Dezembro de 2009 às 18:55
Sr. Fifas transcrevendo o que disse no seu comentário" O Presidente da Câmara e os Vereadores não ligam nada ao que se diz!" só lhe posso dizer que ainda bem que alguem, a quem dou desde já os parabéns, lembrou-se de fazer um blog em que se diz o que se pensa, já que as partes interessadas não querem ouvir. Não se esqueça que em Outubro passado muita gente ligou ao que agora é Presidente e Vereadores disseram...


De anónimo a 24 de Dezembro de 2009 às 19:26
Tadinhos ! Tão inocentes! Estavam todos à espera de arranjar tacho e sem trabalhar. Somos um concelho atrasado, pela falta da inteligência e pelo oportunismo. O sr Presidente fez muito bem. Em quem há-de confiar? Na família ou nos outros? Calma ainda há muita família à espera de tacho. Os outros têm de esperar.


De Anónimo a 11 de Dezembro de 2009 às 18:36
Qual dinheiro mal gasto? Onde, Sr anónimo?
No pavimento? O Sr anónimo tem visto as obras nos centros das vilas e cidades? Preferia ver Castro Daire com cimento no chão? E como quer simultaneamente rigor nos contratos, escolha dos orçamentos mais baixos e que os empreiteiros gastem de fornecedores que vendam mais caro?
Muita areia foi atirada aos olhos de muitos, mas, devagar, quando incomodar, hão-de tentar retirá-la.


De anónimo a 25 de Dezembro de 2009 às 15:42
Gostaria de ver pisos regulares feitos por técnicos competentes. Ou será que é necessário fazer e desfazer o mesmo piso, pelos mesmos funcionários oito vezes, porque os técnicos incompetentes não sabem fazer cálculos nas obras!!! , Depois fazem-se construções por tentativas. Por estas e por outras, o nosso concelho está no estado em que está.


De Anónimo a 10 de Dezembro de 2009 às 22:43
Boa Zé: dizia no manifesto que iria tratar todos os castrenses sem proteccionismos nem favoritismos. Aí está: com isto dos cargos já atribuidos tratou todas as familias castrenses da mesma forma: não du nada a ninguém. ficou com tudo na sua. Quer melhor sinal de não favoritismo?


De Anónimo a 10 de Dezembro de 2009 às 21:26
Eu não sei qual o problema ou o despesismo pelo presidente ter familiares no seu gabinete.Então se não estivessem lá esses não teriam que estar outros? ou será que alguém,refiro-me a todos estes criticos,estariam na disposição de ir para lá trabalhar de graça? se isso acontecer então sim é despesismo.caso contrário são apenas vozes ressabiadas.


De Cobrador de Promessas a 10 de Dezembro de 2009 às 10:24
Falta ainda a promessa da estabilização profissional dos professores contratados pelo Município.


De VERADEIRO a 10 de Dezembro de 2009 às 17:42
Ola a tds...
o q querias com a estabilização dos professores? já não estão a recibos verdes! o q querias mais... serem tb funcionários da camara... entarem na camara...PARA O QUADRO? n percebo qual foi a promessa.... as actividades extra curriculares são competência do ministerio da educação.... pelo menos é isso q tenho noção.... ou tem algum acordo de colaboração da CÂMARA... JÁ É MT BOM N ESTAREM A RECIBOS VERDES.... eu sei q a vida de professor é mt dificil... mas q mais é q a camara poderia fazer?


De Cobrador de promessas a 10 de Dezembro de 2009 às 18:48
Então qual seria a promessa do Sr. Presidente quando se referiu à dita estabilidade?


De veradeiro a 10 de Dezembro de 2009 às 21:16
Não faço ideia.Mas se ele prometeu esse tipo de estabilidade, temos duas possibilidades: ou n estava dentro do assunto sobre O FUNCIONAMENTO real das AEC´S ou .... por vezes os políticos prometem coisas q ÀS VEZES são impossíveis de realizar... Às vezes dizem coisas q nem tem conhecimento do real funcionamento das coisas... seria melhor informarem-se melhor das coisas como elas são e dp sim apresentarem as suas propostas,,, ou tb podia ter acontecido prometer uma coisa impossível . só para ter mais uns votos... não sei... agora se calhar n poderá cumprir essa promessa... lamento...eu até acho bem os professores terem a sua estabilidade. mas professores das aec´s terem estabilidade caberá talvez ao estado.... e n a uma câmara . digo eu....


De AEC a 11 de Dezembro de 2009 às 22:19
Sr. Veradeiro, fez-me lembrar o Miguel Sousa Tavares, que apesar de não perceber nada de muitos dos assuntos sobre os quais se pronuncia, não deixa de fazer comentários sobre os mesmos.


De Espectador a 27 de Dezembro de 2009 às 22:18
Vai rabalhar, as AEC's nem obrigatórias são...


De Anónimo a 10 de Dezembro de 2009 às 00:29
Quanto a acabar com o despesismo exagerado permitam-me referir que:
- O Presidente de todos nós criticava e acusava que era um despesismo enorme o facto de no mandato anterior terem ficado todos os vereadores a tempo inteiro e no Gabinete de Apoio estarem 2 pessoas;
- Qual o meu espanto que soube hoje que também todos os vereadores ficaram a tempo inteiro e que no gabinete ficaram 3 pessoas.
- 3 pessoas essas, que não são 3 pessoas quaisquer, em primeiro uma vereadora que deixou de o ser para ir para o gabinete( indo ganhar menos, no mínimo é estranho), um sobrinho que estava desempregado e ainda um genro brasileiro que nem em Castro Daire morava.
Parece-me haver aqui alguma incoerência e ser do tipo "Olhem para o que eu digo, não olhem para o que eu faço"


De Anónimo a 10 de Dezembro de 2009 às 21:05
Haverá melhor prenda natalícia do que dar (sim porque foram nomeados directamente sem fazer qualquer concurso) um emprego ao sobrinho e ao genro em que ganham mais de 400 contos cada um por mês?!? Para quem estava desempregado digamos que é uma prenda que caiu do céu!!!
Isto sim é despesismo exagerado em proveito próprio!


De João a 9 de Dezembro de 2009 às 23:46
Pois roma e pavia não se fizeram num dia,mas parar é morrer,assim como não se deve deixar para amanhã o que se pode fazer hoje.


Comentar post

contador de visitas
online

.Calendário

.Posts Editados

. O POVO DECIDIU. DEMOCRACI...

. ELEIÇÕES AUTARQUICAS 2017...

. FIM DA DITADURA

. SONDAGENS (RESULTADOS)

. TEMOS PENA

. CEGUEIRA

. SONDAGENS

. LISTAS DE CANDIDATOS

. CANDIDATOS

. AVANÇAMOS OU CONTINUAMOS ...

.Arquivo

.Farmácias de Serviço

blogs SAPO

.subscrever feeds

.mais sobre mim