Quarta-feira, 28 de Janeiro de 2015

IRÁ, MAIS UMA VEZ, A CULPA MORRER SOLTEIRA?

Os Bombeiros Voluntários de Castro Daire prepara-se para apresentar uma queixa no Ministério Público contra a direção anterior para que a associação seja ressarcida de milhares de euros que “desapareceram”. O dinheiro terá ido para contas particulares ou ligadas à empresa do antigo presidente, explicou o novo presidente e ex-comandante, João Cândido.

 

Fonte: Rádio VFM

 

Zé da Esquina

publicado por Zé da Esquina às 19:54
link do post | comentar | ver comentários (51) | favorito
|
Quinta-feira, 15 de Janeiro de 2015

ANO NOVO POLITICA VELHA

Agora que 2014 chegou ao fim, é chegada a hora de fazer um balanço do que foi a política local durante o referido ano.
Não fora a vontade de escrever e narrar o que me vai na alma e apenas uma simples e singela frase resumiria tudo: Fracos políticos e pobre povo que pacientemente os aguenta.
Quatro forças políticas concorreram nas eleições de 2013, todas com responsabilidades distintas em termos de decisão, mas, por aquilo que se vê, com um denominador comum: Primeiro nós, depois nós e de seguida o Concelho se nós já não precisarmos.
O Partido Socialista, no poder, começou bem o ano com o Presidente a nomear a sua filha para o seu gabinete de apoio. Continuou e continua a controlar a seu belo prazer a grande maioria das Instituições Castrenses, estendendo os seus tentáculos para todas as direcções, na ânsia, até agora conseguida, de dominar a vida castrense e ao mesmo tempo fazer campanha para eleições vindoiras. Ele é vê-los nos Bombeiros, Rádio, Santa Casa, Associação de comerciantes, Cooperativa agrícola, etc., etc. Conseguem entrar em tudo quanto é lista, só não conseguem arranjar uma lista para formar a comissão politica. Porque será que preferem uma comissão administrativa? Será para não darem voz aos militantes ou para que os militantes não tenham acesso ao que se passa no PS de Castro Daire?
Esta força política continua, mas a grande maioria merece, pois elegeram-nos, a passar atestados de incompetência aos Munícipes, ao gastarem dinheiro inútil na Av. Maria Alcina, na festa das colheitas, na festa de São Pedro, na feira da gastronomia, na construção de piscina descoberta, etc.
Não seria mais útil e proveitoso ser gasto na requalificação do Jardim municipal, da Av. Francisco Sá Carneiro, da Av. 25 de Abril ou até em saneamento pelas aldeias dele necessitadas? É claro que a resposta é óbvia. Só não vê quem não quer!
A juntar a tudo isto existe o descontentamento de alguns funcionários autárquicos, com processos disciplinares e ataques constantes a quem não tem jeito para a bajulação.
Qualquer dia ainda vemos o povo a aplaudir estes governantes por eles prometerem uma pista de ski, um autódromo, um solário ou qualquer outro subsidio dado pelo governo central, mas aproveitado como se fosse o Município a sustentá-lo.
Os sociais-democratas tentam, espreitam, ameaçam concorrer, mas nada, não conseguem entrar em lado nenhum. Limitam-se a escrever umas coisitas nas redes sociais, a tentar obter dividendos de onde nada fizeram para os conseguir, como a estrada 225, a carrinha estacionada na rotunda e outras coisas do género.
Em Novembro passado elegeram a sua comissão política, numas eleições com pouca afluência de militantes, mas continuou mais do mesmo, ou seja, trocaram de lugar mas mantiveram os nomes. Mudança? Ou apenas tratamento cosmético? Nitidamente um partido sem líder e com diversos galos para um só poleiro.
Um conselho deve ser dado a estes políticos: Primeiro organizem-se, unam-se e depois façam política rigorosa, sem populismo, criando e demonstrando alternativas viáveis e exequíveis para o futuro.
Os Centristas, com comissão politica eleita em Dezembro de 2013, nem ideias, nem projectos. Nada. Estagnaram no tempo dando a sensação de estarem mais preocupados em não deixar o PSD chegar ao poder.
É caso para perguntar: Onde está o espirito participativo, na sociedade Castrense, da anterior comissão politica?
Onde andam os militantes que outrora circundavam o líder?
Será o actual líder um agregador de militantes?
Será ele um garante da estabilidade politica dentro da sua comissão?
Parece-me um partido amorfo, sem ideias para o Concelho e acima de tudo sem projectos no presente e para o futuro. Até agora apenas um ou outro comunicado em estilo” soft".
Os Comunistas, à semelhança de anos anteriores, disputam as eleições, hibernam e tornam a acordar nas próximas. Pelo menos não tem retrocessos em termos políticos, como o PS, PSD e CDS.
Para terminar deixo, para o novo ano, um pedido a todos os políticos: Trabalhem, sem preocupações popularuchas e/ou folclóricas, preocupem-se essencialmente com o bem-estar do Concelho e dos seus Munícipes. A grande maioria dos serviços locais, Tribunal, urgências 24 horas e outros, fecharam. O que fizeram para o evitar? Nada! Apenas guerrilhas que só prejudicam quem cá reside e transmite uma desagradável imagem para o exterior interessa a estes politicos.

 

Zé da Esquina

publicado por Zé da Esquina às 21:29
link do post | comentar | ver comentários (18) | favorito
|
Sexta-feira, 7 de Novembro de 2014

OUTRA GEMINAÇÃO?

IM.jpgIM1.jpg

A imagem de cima é alusiva á geminação Castro Daire-Zermatt.

Que simbolizará a imagem de baixo?

Julgo eu que poderá ser a futura escultura, bem mais barata que o matterhorn, de uma possÍvel geminação Castro Daire-Paços de Ferreira (Cidade capital do móvel).

 

Zé da Esquina

 

 

publicado por Zé da Esquina às 18:56
link do post | comentar | ver comentários (122) | favorito
|
Quinta-feira, 9 de Outubro de 2014

PARA REFLECTIR !!!

Marcello Caetano, o último Presidente do Conselho antes do 25 de Abril de 1974, um dia, disse o seguinte:

“Em poucas décadas estaremos reduzidos á indigência, ou seja, á caridade de outras nações.
Veremos alçados ao poder analfabetos, meninos mimados, escroques de toda a espécie que conhecemos de longa data.
A maioria não servia para criados de quarto e chegam a presidentes de câmara, deputados, administradores, ministros e até presidentes da República”


Estaria o homem a delirar?
Estaria o homem senil?
Estaria o homem a prever o futuro?

 

Zé da Esquina

publicado por Zé da Esquina às 00:18
link do post | comentar | ver comentários (47) | favorito
|
Quarta-feira, 17 de Setembro de 2014

SEM COMENTÁRIOS...

 

Zé da Esquina

publicado por Zé da Esquina às 19:06
link do post | comentar | ver comentários (64) | favorito
|
Terça-feira, 19 de Agosto de 2014

DE RECURSO EM RECURSO... QUEM PAGA?

Devem as Instituições ser governadas servindo as mesmas ou servindo-se das mesmas?

Consultem o link abaixo e tirem as vossas conclusões.

 

http://www.dgsi.pt/jtrp.nsf/56a6e7121657f91e80257cda00381fdf/3ee248200045b96a80257d09004944f5?OpenDocument

 

Zé da Esquina

publicado por Zé da Esquina às 20:46
link do post | comentar | ver comentários (30) | favorito
|
Segunda-feira, 4 de Agosto de 2014

E ESTA, HEIN?

Certo dia, chegou aos ouvidos de um presidente de câmara que os seus munícipes andavam insatisfeitos com a sua governação.

Mal chegou ao seu gabinete, chamou um dos seus assessores e ordenou:

Quero, com a maior urgência possível, uma lista com o nome dos munícipes que estão insatisfeitos com o meu trabalho.

O assessor retira-se e passados dois minutos entra novamente no gabinete do presidente e colocando um caderno de folhas em cima da sua secretária diz:

Aqui está a lista que o senhor presidente solicitou.

Já! Questiona o presidente admirado. Como é que conseguiste a listagem tão depressa?

Fácil, diz o assessor. Foi só pegar os cadernos eleitorais!

 

Zé da Esquina

publicado por Zé da Esquina às 21:34
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|
Sexta-feira, 4 de Julho de 2014

BOMBEIROS A FERRO E FOGO

Brevemente noticias sobre a reunião ocorrida na noite de ontem.

 

Zé da Esquina

publicado por Zé da Esquina às 12:29
link do post | comentar | ver comentários (47) | favorito
|
Segunda-feira, 26 de Maio de 2014

DERROTA DO P.S. EM CASTRO DAIRE

Realizaram-se ontem eleições para o Parlamento Europeu. No Concelho de Castro Daire quem obteve mais votos foi a coligação Aliança Portugal, composta por PSD e DCS/PP. Juntos conseguiram 1901 votos, mais 399 que o Partido Socialista, contabilizando, a coligação, 42,68% do eleitorado. No entanto, o que salta á vista é o resultado da abstenção. 72,77% dos eleitores inscritos não foram votar, o que significa que dos 16.357 eleitores apenas 4.454 exerceram o direito de voto. Acho que o principal motivo da grande abstenção registada se prende com factores tais como: Pouca proximidade entre candidatos e eleitores; pouco conhecimento, por parte dos eleitores, do desempenho dos deputados europeus; descontentamento para com a classe politica. Referente ao nosso Concelho deve ainda juntar factores importantes como por exemplo, nestas eleições não ter sido possível prometer empregos, atribuição de subsídios, asfaltamento de estradas, calcetamento de ruas ou outras benesses do género. Em suma, na minha opinião, as eleições europeias os votos foram-no por convicção e ideologia partidária e não por interesses pessoais ou conveniências próprias. Perante este cenário, e porque as votações decorreram de forma não condicionada, será fácil adivinhar o porquê da vitória alcançada pela Aliança Portugal. Pena foi, que algumas freguesias do Concelho, principalmente as do Vale do Paiva, não tenham aproveitado a oportunidade para demonstrar a sua indignação, perante as promessas não cumpridas dos governantes socialistas, nacionais e locais, no referente á requalificação da E.N. 228, a qual de dia para dia se encontra mais degradada. Ao terem dado a vitória ao PS significa que gostam de, continuadamente, ser enganados ou que, a grande maioria, continua vergada perante promessas eleitorais vindas de outras eleições. Eu por cá continuarei, impávido, imóvel e tranquilo, como é próprio das esquinas, nunca fugindo ou abandonando as coisas a meio, principalmente tratando-se de reuniões onde se discute o futuro do Concelho e dando crédito a quem o merece, ignorando todos aqueles que contando estórias da História e conhecendo alguma coisa do passado, não têm noção do presente nem nunca serão (pela positiva) lembrados no futuro.

 

Zé da Esquina

publicado por Zé da Esquina às 19:26
link do post | comentar | ver comentários (39) | favorito
|
Quarta-feira, 2 de Abril de 2014

ANARQUIA

Ninguém se entende no Município de Castro Daire.

Aqui por cima, ou seja na secretaria, as tesoureiras andam aborrecidas e até já chegaram a estar de baixa médica. Por aquilo que se houve falar, tal situação ocorreu devido ao aumento de volume de trabalho proveniente dos recebimentos das contas da água, saneamento e resíduos sólidos.

Os leitores cobradores andam descontentes, pois deixaram de ser cobradores, ficando apenas leitores, e à conta disso um desconto no ordenado mensal de 100 €. Consideram-se prejudicados com aumento de serviço, pois o que era feito por quatro passou a ser feito por três e, segundo dizem, o Município, com o novo sistema de cobrança perde 8.000 € por mês.

Em contrapartida, nas secções de contabilidade e gabinete de acção social, os funcionários não param de aumentar. Critérios que ninguém entende.

No centro municipal de cultura o descontentamento é geral. Os estagiários são “aos molhos”. A responsável pelo serviço perdeu margem de manobra perante os subordinados, chegando – se ao desplante de lhe tirarem, sem qualquer explicação lógica, o telemóvel de serviço que lhe estava distribuído.

Os balneários termais, previstos para abrir em Janeiro, continuam encerrados e as funcionárias, já seleccionadas em concurso, continuam em casa. Segundo se consta não abrem em virtude de análises negativas às suas águas. A ser verdade, será que mais uma vez, à semelhança de anos anteriores, o responsável vai passar impune? Ou a culpa, será novamente, imputada á canalização?

Os concursos para admissão de pessoal são abertos, e publicados em diário da república, à segunda-feira e anulados à terça-feira. Nos meandros políticos já se compara a Câmara de Castro Daire a uma fechadura, pois tanto abre como fecha (concursos).

Perante tudo isto o presidente assobia para o lado e diz nada ser com ele, mas sim com os técnicos.

Mas, se na secretaria as coisas andam más, segundo se consta no estaleiro andam bem piores.

Contam os trabalhadores que ninguém se entende. Qualquer dia são mais os chefias que os chefiados.

Mais uma vez o presidente vira a cara e diz nada ser da sua responsabilidade.

Segundo confidência de alguns, existem filhos e enteados. Uns têm obrigatoriamente que marcar a digitalização do ponto quatro vezes ao dia. Outros fazem-no apenas duas e outros, ainda, não o fazem. Será que têm a cobertura de alguém?

Verdade seja dita, daqui das minhas esquinas vejo alguns deles passarem antes do horário de saída a caminho do restaurante ou de casa.

Outra controvérsia prende-se com o facto de alguns terem como benesse levar a viatura camarária para casa, ao almoço e ao final da tarde e outros terem que se deslocar por conta própria. Princípios de igualdade própria de quem não quer assumir responsabilidade.

Também se fala em roubos de combustível e recebimentos de horas extraordinárias que na realidade não são feitas, assim como em luta de “galos” entre as chefias, pouco faltando para chegarem a vias de facto.

Para aumentar o clima de desconfiança e suspeição saiu em diário da república o concurso para três assistentes operacionais. Uma vaga afecta ao serviço de manutenção e tratamento de águas e duas vagas para manobrador/condutor de máquinas. A juntar a isto o facto de o júri ser composto por um subalterno dando assim a sensação de ser uma despromoção do encarregado geral e por consequência uma subida de alguém que é citado como o principal foco de instabilidade.

Em relação às vagas agora abertas apenas uma pergunta: Qual a necessidade de abrir duas vagas para condutor/manobrador de máquinas quando se sabe que o Município possui seis máquinas e tens nos seus quadros de pessoal oito condutores/manobradores? Mais favorecimentos? Ou estes concursos também sofrerão o efeito fechadura?

O Município castrense realizou no passado dia 31 de Março um workshop intitulado “boas maneiras”. Mais uma vez, o executivo primou pela falta de ideias e esqueceu-se de mandar alguns dos seus funcionários assistir.

Como tudo seria diferente se os eleitos não necessitassem dos eleitores para ocupar os cargos que ocupam. Ou talvez não!  Pois alguns erros são cometidos por conveniência mas outros sê-lo-ão por incompetência.

Eu, por cá continuarei, na minha esquina predilecta, com a forte convicção que de onde sai fumo há fogo, embora quem de direito não os queira apagar. Será para não se chamuscar, ou por não ter relação privilegiada com os bombeiros locais, apesar das fortunas que por lá, ultimamente, se têm gasto na realização de obras?

 

Zé da Esquina

 

publicado por Zé da Esquina às 09:43
link do post | comentar | ver comentários (43) | favorito
|
relojes web gratis
contador de visitas
online

.Calendário

.Posts Editados

. IRÁ, MAIS UMA VEZ, A CULP...

. ANO NOVO POLITICA VELHA

. OUTRA GEMINAÇÃO?

. PARA REFLECTIR !!!

. SEM COMENTÁRIOS...

. DE RECURSO EM RECURSO... ...

. E ESTA, HEIN?

. BOMBEIROS A FERRO E FOGO

. DERROTA DO P.S. EM CASTRO...

. ANARQUIA

.Arquivo

blogs SAPO

.subscrever feeds

.links

.mais sobre mim